Dicas para casamento

Continuando com nossas dicas para organizar seu casamento com economia, vamos mostrar agora a segunda parte e, desde já, ressaltando a importância de tentar sempre optar por pagar o máximo de serviços à vista, o que geralmente permite negociar descontos de até 10%, outra importante dica é tentar fechar negócio com pelo menos um ano de antecedência, que também pode diminuir consideravelmente os gastos. Em geral, a margem de lucro dos fornecedores varia entre 20% e 30% do preço de custo.

Veja também:

6 Dicas para economizar na organização do seu casamento

ilustração de casamento com economia

Casamento com economia

1 – Decoração– as flores da estação diminuem até 30% do valor investido em decoração. Não adianta se casar no verão e querer tulipas, que são típicas do inverno, e não é necessário decorar cada banco da igreja. Coloque arranjos nos de uma fileira e pule os dois seguintes. Outro truque (quase imperceptível), em vez de somente flores, os arranjos de centro de mesa podem conter folhagem. Economiza, sem prejudicar o volume. As flores tropicais como helicônia, alpínia e bastão-do-imperador são mais baratas, e com uma haste (3 reais) e um maço grande de murta (5 reais), dá para criar um arranjo. Outras opções são a costela-de-adão e a dracena. As árvores secas, embora lindas, o aluguel de cada unidade custa, no mínimo, 150 reais. Se quiser rosas, prefira as nacionais de cabo médio. Direto no fornecedor, é possível comprar cinco dúzias por 25 reais. O pacote com vinte botões de rosa colombiana custa pelo menos 30 reais. E vale ressaltar que janeiro, fevereiro e julho são bons para pechinchar, porque menos gente marca eventos nesses meses.
festa de casamento com economia
2 – Bebida– não tenha medo de optar pela bebida nacional, a marca top de linha produzida no Brasil é vendida por 13 reais aos fornecedores. A importada não sai por menos de 40 reais. Quanto à champanhe, Dom Pérignon (560 reais a garrafa), Veuve Clicquot e Möet & Chandon (entre 150 e 200 reais), mas lembre-se que usar somente bebida importada deixa o orçamento da festa pelo menos 20% mais caro. Existem boas alternativas entre os espumantes nacionais. A garrafa de Chandon sai por 40 reais, a de Salton, 25 e uma terceira opção seriam proseccos italianos, que custam a partir de 35 reais. Porém, nem todo mundo quer abrir mão do champanhe. Nesse caso, pode-se investir em drinques que levam a bebida, como kir royal e bellini. Daí, servi-la pura somente na hora de cortar o bolo.

carro para casamento com economia

3 – Carro– nem pense em alugar veículo antigo ou limusine, vale mais à pena pedir um carro bacana emprestado e contratar um motorista (economia de, no mínimo, 700 reais).
Som para festa de casamento com economia

4 – Som– dispense o aluguel de som e microfones, um belo coral acústico já dá conta do recado, pois geralmente, as igrejas são projetadas para que o som se propague facilmente.

Espaço para casamento com economia

5 – Espaço – alugar um espaço já existente é uma boa opção, você vai gastar 20 000 reais para alugar um bufê, e saiba que casar-se na praia ou no campo engorda demais o orçamento, já que toda a mão de obra que se desloca para fora da cidade cobra o dobro. E você terá de bancar hospedagem da equipe.Aproveite o mobiliário do local alugado, já incluso no valor pago pelo salão. A locação de mesas, cadeiras, pufes e bufês encarece entre 5% e 10% o orçamento. E mais uma dica, se precisar alugar os móveis, concentre o pedido em poucos fornecedores para não gastar excessivamente com o frete.

Regrinha básica de casamento com economia

6 – Regrinha básica que serve para todos os itens: se está na moda, vai custar mais, ou seja, fuja do “buffet do momento”, da “igreja mais chique” ou do “costureiro das estrelas”.

Buffet de casamento com economia

7 – Buffet– preste atenção aos pratos básicos que devem ser servidos no bufê: salada, entrada fria, massa, uma carne, um peixe e um acompanhamento. Não é preciso mais que isso. Opção de bufê mais em conta: finger food. As entradas são dispostas em ilhas de degustação onde há aperitivos e canapés. Para o jantar, pequenas porções de apenas dois pratos, como massas e risotos, servidas pelos garçons. Para finalizar, dois tipos de sobremesa. Nesse sistema gasta-se 25% menos que no bufê tradicional. É econômico sem deixar de ser chique. É possível abrir mão da mesa de doces, aposte em opções mínis de creme brûlé, petit gâteau e profiteroles.

Bolo de casamento com economia

8 – Bolo– os noivinhos personalizados do bolo ficam uma graça, mas custam 300 reais, mas se procurar nas lojas uma duplinha já pronta, parecida com vocês poderá pagar 50 reais. Para o bolo sair nas fotos, alugue um cenográfico, existem modelos por 300 reais, mas na hora de servir a guloseima, pode-se optar por uma mais simples, que já vem cortado da cozinha. Troque a cobertura de pasta americana do bolo por ganache ou merengue, mais gostosas e econômicas. Recheios de brigadeiro e doce de leite custam entre 15% e 30% menos que os de damasco, nozes e pistache.

Música de casamento com economia

9 – Música– ao vivo pode custar o dobro de contratar um DJ.  Para animar ainda mais a festa com o DJ, você pode providenciar acessórios engraçados para os convidados com o dinheiro que você economizou. Não é necessário gastar muito com artigos como: óculos gigantes, máscaras de Carnaval, cartolas, gravatas cômicas, plumas. Com certeza, seus convidados irão se divertir e sua festa será inesquecível.

Contrato para festa de casamento com economia

10 – Por último, mas não menos importante: exigir todos os orçamentos por escrito pode poupar dinheiro e dor de cabeça. “Leia cada letrinha dos contratos para não ter surpresas desagradáveis depois”, aconselha Vera Simão.

doces de casamento com economia

Terão que investir:

  • Igreja e registro civil: decoração, música, taxas e despesas com a documentação;
  • Recepção: bebidas, buffet, bolo, doces, decoração, ambientação, música, iluminação, taxas;
  • Organização: cerimonial e planejamento;
  • Trajes: traje do noivo, vestido da noivas, damas e pajens;
  • Acessórios: alianças, brincos, grinalda, sapatos, véu, bracelete e afins;
  • Convites: confecção, caligrafia e envio;
  • Cuidados especiais: maquiagem e cabelo, dia do noivo e da noiva;
  • Registro: fotografia e filmagem;
  • Outros: adereços, bartender, carro da noiva, lembrancinhas, lua de mel, núpcias, chá de panela/bar.

Noivos em casamento com economia

A proporção de cada item no custo total de um matrimônio (cálculo para um orçamento a partir de 100 000 reais)

  • 28% Locação de espaço, comida, bebida, doces e bolo
  • 27% Decoração, ambientação, aluguel de móveis (igreja e festa)
  • 10% Roupa dos noivos, maquiagem e cabelo
  • 10% Organizador do casamento
  • 8% Música, sonorização e iluminação da pista de dança
  • 5% Foto, filmagem (com edição) e álbum
  • 5% Papelaria e lembrancinhas
  • 5% Transporte, manobrista e segurança
  • 2% Margem de segurança para gastos de última hora

Obs.: o cálculo não inclui alianças.

Desenho de noivos - Casamento com ecnomia

Imagens: we heart it
Fonte: Veja / Chic
…………………………………………………………………………………………………..

6 Comentário

  1. Blogueiras Conectadas 20/07/2013
    • SiteDeBelezaEmoda 20/07/2013
  2. Francoise Fontes 20/07/2013
    • SiteDeBelezaEmoda 20/07/2013
  3. sol Tamalyn 22/07/2013
    • SiteDeBelezaEmoda 22/07/2013

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.