Teve uma decepção amorosa? Não deixe que isso te impeça de apaixonar outra vez!

A decepção amorosa não significa que você errou e que merece sofrer.

Não é motivo para desistir do mundo e de um novo amor.

Veja como seguir em frente!

O início de uma relação é um momento maravilhoso.

Ninguém inicia algo pensando no fim, mas sim no futuro, em algo melhor e maior do que temos hoje.

Não é diferente com os relacionamentos.

Porém, nem sempre as coisas acontecem como imaginamos e a decepção amorosa bate à nossa porta com toda força.

Não raro, você constrói uma relação cheia de respeito e carinho, idealiza e começa a buscar os meios para concretizar o sonho de uma família.

Em algum momento que nem sabe precisar, o relacionamento desanda, você percebe que aquele grande amor não é o que aparentava ser no início e começa a se fechar, com medo de sofrer, após o término.

Veja Também: 25 tipos de homens que não valem a pena investir

Não deixe que a decepção amorosa te impeça de apaixonar novamente

Não deixe que a decepção amorosa te impeça de apaixonar novamente

Ao longo da vida enfrentamos diversos problemas nos relacionamentos que temos, mas isso não pode fazer com que nos fechemos a um novo amor.

Muitos sentem profundamente a decepção amorosa, pois ela significa a morte de sonhos, idealizações e expectativas.

Esquecem que tais coisas podem – e devem – ser reconstruídas, já que devemos buscar sempre o melhor, independente das atitudes do outro.

Claro que essa busca é muito mais gostosa e gratificante quando temos ao lado alguém que nos apoia nessa construção, mas se essa pessoa ainda não apareceu não é motivo para desistir do mundo e de um novo amor.

Veja Também: 9 Sinais que podem indicar que o Amor Acabou

Não tenha medo de amar

Amar não é sofrer.

O sofrimento é consequência de um amor adoecido e, por isso, deve ser superado e deixado de lado.

Ame sempre, ame com força, se doe.

Com certeza irá surgir aquele companheiro para toda a vida que irá te apoiar até mesmo nas loucuras que quiser arriscar, que vai rir das piadas sem graça e te estender a mão quando mais precisar.

Todos estão sujeitos a uma decepção amorosa e ela não deve ser fator decisivo nas suas futuras escolhas.

Opte por amar ao invés de se fechar por medo de sofrer.

Aprenda com os erros, aprenda a identificar os pontos tóxicos de um relacionamento.

Isso ajudará para que evite decepções futuras, podendo ajustar os pontos antes de se tornarem insuperáveis, e ser feliz.

Veja Também: Dê uma nova chance para o amor

Não coloque sua felicidade nos ombros alheio

Infelizmente, muitos sofrem por transferirem a responsabilidade pela sua felicidade ao outro.

Fato é que todos podem ser felizes sozinhos.

O grande erro é transferir a felicidade para os ombros alheio, fazendo com que este suporte uma responsabilidade que não lhe cabe.

Tenha suas convicções, seu senso de certo e errado, respeito e companheirismo.

Isso é o importante em um relacionamento, devendo estas bases estarem presente.

O resto é uma construção conjunta e não um ‘você deve agir dessa forma para que eu seja feliz’.

Nenhum relacionamento é fácil, todo casal enfrenta problemas.

O amor sobrevive entre aqueles que sabem contornar os problemas sem exigir ou esperar que o outro mude.

Cada um sabe de si, de seus defeitos e onde deve melhorar.

Uma boa conversa sempre ajuda a esclarecer os pontos.

Veja Também: 10 segredos para ser feliz no casamento e na vida

Transforme a decepção amorosa em uma lição

Um belo dia você conhece alguém e começa uma relação cheia de expectativas, acreditando que, pelo que seu namorado apresenta, é ele o grande escolhido para construir uma vida a dois.

De repente, você sofre uma decepção amorosa e todo aquele sonho que tinha desabou como um castelo de cartas.

Não veja isso como algo negativo, mas como uma lição de vida.

Analise a relação, saiba reconhecer seus erros e pontue os problemas pelos quais passaram que culminaram nessa decepção.

Caso conclua que de fato não contribuiu para o fim, pelo menos aprendeu a verificar os vícios do relacionamento para que não entre em uma nova relação tóxica.

Mas se concluiu que você tem participação, total ou parcial, neste fim, é hora de modificar seu comportamento.

Veja Também: 7 lições que um relacionamento ruim pode te ensinar

Cuidado com as expectativas

É normal, após uma decepção amorosa, criarmos uma expectativa dos futuros relacionamentos.

Projetamos na mente cada passo, o que faremos, a reação que o outro deve ter e como tudo irá se encaixar.

Lembre-se: amor não é engrenagem de relógio em que tudo se encaixa de forma perfeita, sendo pensado com antecedência para que as horas sejam corretamente marcadas.

Cada pessoa é única, e cada relacionamento será uma caixinha de surpresas.

O máximo que poderá fazer é aprender a identificar os problemas, mudar seus próprios comportamentos que são nocivos, e sempre manter um bom diálogo com seu amor.

Veja Também: 10 promessas que você e seu parceiro devem fazer um para o outro

Amor próprio

A ausência de amor próprio é uma barreira imensa no momento de iniciar um novo relacionamento.

Tudo, absolutamente tudo, se torna uma incerteza, pois você achará que não merece ser feliz.

Acima de tudo, ame-se!

Amar-se não significa ter que fazer o outro te engolir como é, mas saber que você merece alguém que te dê valor, assim como você se dá e dará ao outro.

A decepção amorosa não significa que você errou e que merece sofrer.

Significa apenas que aquele relacionamento, por algum motivo, não era para você.

Permita-se apaixonar novamente, seguir em frente e ser feliz.

Veja Também: Seja uma mulher poderosa e valorize seu amor próprio

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.