O que você precisa saber sobre o Peeling de Fenol

Não é de hoje que as mulheres estão a procura de novas fórmulas e procedimentos para adiar ao máximo as marcas do tempo, conseguindo a tão sonhada eterna juventude, nem que para isso tenham que cometer loucuras e atitudes extremas e, com isso, acabar se dando muito mal, muitas vezes recorrendo a tratamentos sem fiscalização ou realizados por leigos, enfim, para evitar possíveis danos, muitas vezes irreversíveis, o aconselhável é sempre procurar orientação de um profissional. O Peeling de Fenol é um dos tratamentos para a pele mais procurados hoje em dia, no entanto, está causando a maior polêmica entre os especialistas, por isso, o aconselhável é, antes de investir nesse procedimento, primeiramente pesar seus prós e contras, pois, apesar de eficiente, todo o processo pelo qual o paciente passa pode não compensar.

Veja Também: Peeling de Cristal: O que é e quais os benefícios?

Peeling de Fenol


O Peeling de Fenol é uma esfoliação química profunda na pele, possuindo um resultado bem mais duradouro em comparação com outros tratamentos, porém, as muitas contraindicações também devem ser levadas em conta. Quando o fenol age na pele, provoca uma queimadura profunda e a recuperação se dá com a troca da pele em forma de crostas.

Veja Também: Peeling de Diamante: Saiba o que é, para que serve e como é feito

O que saber sobre o polêmico Peeling de Fenol
Nesse procedimento, partes da derme e da epiderme são destruídas, porém, elas se recuperam, lentamente, em seguida. Essa destruição tem como lado positivo o aumento das fibras elásticas e de colágeno da pele e o clareamento e estiramento da mesma, acontecendo, dessa forma, o rejuvenescimento.

Veja Também: Receita de peeling caseiro para clarear a pele

Esse tratamento é indicado para remoção de rugas profundas, flacidez tecidual, lesão actínica, neoplasias superficiais, anomalias pigmentares, seqüelas de acnes.

Veja Também: Peeling em lenço: nova mania para rejuvenescer

Onde e Como é feito o Peeling de Fenol

Antes de mais nada, é bom saber que o peeling de fenol só pode ser realizado em um centro cirúrgico, é fundamental que o paciente tenha consciência disso, para não cair em ciladas, portanto, desconfie de médicos ou esteticistas que prometam realizá-lo no consultório e, claro, não caia nesse erro.

Veja Também: Dicas para suavizar rugas na testa

onde e como é feito o peeling de fenol
É preciso saber também que esse tratamento é extremamente doloroso, não acredite no profissional que disser o contrário, ou ele está faltando com a verdade ou não fará esse procedimento.

Veja Também: Receitas caseiras para clarear a pele

Outra coisa a considerar é que além de causar muita dor, o peeling de fenol usa substâncias químicas que deixam o rosto do paciente em carne viva por algum tempo, sendo, por isso, sua recuperação muito lenta.

Veja Também: Receita caseira de máscara facial de Ivo Pitanguy

O peeling de fenol, cuja fórmula foi patenteada pelo médico paulista José Kacowicz, possui em sua composição o fenol, que é uma substância que já causou muita polêmica, porém, muitos especialistas preferem não defender e nem condenar o produto, embora a maioria ainda prefira usar outras técnicas para o rejuvenescimento da pele.

Veja Também: Receitas de máscaras caseiras para todos os tipos de pele

resultados do peeling de fenol

Enfim, embora os resultdos do peeling de fenol possam ser atraentes, é um processo extremamente delicado, é considerado perigoso por alguns especialistas. O fenol, se não for bem dosado, pode até causar o óbito do paciente.

Acompanhe nossas dicas pelo Twitter

O Site de Beleza e Moda não é contra o  peeling de fenal e não tem a intenção de desmotivar a leitora a usar esta técnica. O nosso papel é alertar para os riscos do procedimento. Respeitamos os profissionais que trabalham com a técnica do Peeling de Fenol, e usamos de um canal livre e sem censura (a internet) para nos pronunciar a respeito deste procedimento estético.

4 Comentário

  1. anderson santos agosto 9, 2015
  2. Fernanda agosto 18, 2015
    • Romy outubro 19, 2015
  3. Sandra Lucia de Souza Ferreira outubro 15, 2017

Adicionar comentário