Blefaroplastia: como funciona a cirurgia plástica que levanta pálpebras e elimina bolsa de gordura

Blefaroplastia, cirurgia plástica que já fez a cabeça de celebridades do mundo inteiro.

Descubra como é feita, quais os custos e os riscos do procedimento.

Veja Também: Cirurgia plástica não é apenas questão de beleza

Pálpebras caídas e bolsas amareladas embaixo dos olhos, tem uma solução tiro e queda entre as celebridades, a blefaroplastia.

Essa cirurgia plástica é uma das poucas que resolvem não apenas um problema estético, mas também uma interferência externa que pode comprometer o campo de visão, como o excesso de pele.

No entanto, o curioso é que mesmo que a blefaroplastia tenha um dos menores custos do mercado, é rodeada de dúvidas por quem pretende fazê-la.

Por isso, neste post você vai conhecer os riscos, os custos e como é feita essa operação cirúrgica.

Então, acompanhe até o final e descubra ainda, quais alternativas menos invasivas são possíveis fazer no lugar dessa cirurgia.

Vamos lá!

E Mais: O que considerar antes de realizar uma cirurgia plástica?

Blefaroplastia

Veja: 10 dicas para você fazer uma plástica com segurança

Veja Também: 4 tratamentos estéticos não invasivos que você talvez não conhecia

E Mais: Entenda a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura

Blefaroplastia: Quem pode fazer essa cirurgia?

No geral, a blefaroplastia é mais indicada para pessoas em que a região ao redor dos olhos já apresenta sinais de envelhecimento, como:

  • excesso de pele nas pálpebras;
  • bolsas de gordura e rugas na pálpebra inferior;
  • xantelasmas (bolhas de colesterol nas pálpebras).

Já nos casos de ptose, os pacientes são designados a essa cirurgia o quanto antes.

Isso porque, a ptose se trata de um desvio muscular, ou até mesmo um excesso de pele na região superior dos olhos, desde a infância, comprometendo o campo de visão.

Veja: Próteses de Silicone: Mitos e verdades

Veja Também: Próteses de silicone: dúvidas e cuidados que você vai adorar saber!

E Mais: Conheça a técnica para aumentar os seios sem cirurgia

Na hora da cirurgia: Afinal como a blefaroplastia é realizada?

A cirurgia é bem simples.

O cirurgião irá remover, com o bisturi, o excesso de pele ao redor dos olhos, que é marcado com caneta hidrográfica antes da cirurgia.

Em casos de ptose é feita a correção da musculatura orbicular.

E, não se preocupe com dor, você estará sedado, anestesiado e não vai sentir nada.

Depois do procedimento, é possível receber alta e ir pra casa no mesmo dia, pois são apenas de 6 a 12 horas de internação.

Além do mais, assim como qualquer outra cirurgia plástica, a blefaroplastia pode ser associada a outros procedimentos estéticos, como a rinoplastia por exemplo, para aproveitar a anestesia e o sedativo.

Se isso for do seu interesse, converse com o seu cirurgião plástico para entender melhor as possibilidades e também a recomendação individual, de acordo com o seu organismo.

Veja: 8 perigos da lipoaspiração e maneiras de reduzir os riscos

Veja Também: Lipoaspiração: preço e tudo sobre a recuperação

E Mais: Saiba como diminuir os riscos da lipoescultura e conquistar a silhueta perfeita

No pós operatório: Como é a recuperação em casa?

A grande vantagem da blefaroplastia é que a cicatriz fica escondida na dobra superior dos olhos, ou em caso de retirada de bolsas de gordura, fica escondida na linha dos cílios.

Porém até que a cicatrização aconteça, é necessário um pouco de paciência do paciente.

Início do pós operatório

A cicatrização inicial, onde o inchaço vai diminuindo, ocorre de dois a três meses.

Alguns cuidados como dormir de barriga pra cima e o uso de óculos escuros para sair durante o dia, também ajudam no processo de cicatrização, além de evitar complicações, como manchas e rompimento precoce dos pontos.

Medicação

Para acelerar o processo de recuperação, o cirurgião irá prescrever pomadas cicatrizantes e colírios, para diminuir a irritação nos olhos.

Entre os medicamentos, ainda é prescrito antibióticos preventivos e um analgésico em caso de dor.

Veja: 12 coisas que você precisa saber antes de cogitar fazer uma lipo

Veja Também: Lipo sem corte funciona ? Quais são os riscos e benefícios ?

E Mais: Lipo Enzimática: como funciona a aplicação de enzimas que acaba com a gordura localizada

Resultados esperados da blefaroplastia

Blefaroplastia antes e depois

De seis meses a um ano, já é possível ver o resultado total da cirurgia.

De qualquer maneira, é importante ressaltar que, mesmo com um perfeito acompanhamento e cuidado pós cirúrgico, existe a probabilidade de formação de queloides entre os pontos ao redor dos olhos.

Mas falaremos mais disso no final do artigo…

Custo da cirurgia: Blefaroplastia é cara?

A cirurgia de pálpebras tem custos a partir de R$1500,00, podendo chegar a cerca de R$4000,00.

O preço varia conforme o tipo de anestesia utilizada e, também a característica individual do paciente, como a necessidade de fazer em apenas um ou nos dois olhos.

Veja: Lipocavitação: modele seu corpo sem cirurgia

Veja Também: Abdominoplastia para conseguir a tão sonhada barriga chapada

E Mais:

Quais são os riscos da cirurgia de pálpebras?

Antes de você optar por fazer a blefaroplastia, é fundamental avaliar alguns pontos para não se decepcionar depois.

Dá só uma olhada em algumas complicações que podem surgir:

  • Cicatriz evidente;
  • Por ser uma região sensível, o paciente pode sentir dores além do prazo esperado;
  • Pigmentação da pele na região dos olhos;
  • Visão comprometida durante o período de cicatrização.

Além do mais, assim como qualquer outra cirurgia, a blefaroplastia pode acarretar em riscos à saúde.

Contudo, é importante procurar um bom cirurgião plástico, devidamente registrado no Conselho Federal de Medicina.

E, não deixe de investigar antigos pacientes, para ter certeza de que o profissional é realmente qualificado, procurando evitar qualquer um destes transtornos.

E, por falar em transtornos, é agora que você vai descobrir alguns procedimentos que podem substituir a blefaroplastia!

Veja: 6 dicas de maquiagem para quem tem pálpebras caídas

Veja Também: Como diminuir o nariz sem cirurgia plástica

E Mais: Cirurgia de nariz: conheça as famosas que já fizeram

O que fazer no lugar da blefaroplastia?

E, para finalizar, apesar da blefaroplastia ser uma cirurgia onde os riscos são menores em relação a outras cirurgias, muita gente não deixa de cogitar a hipótese de realizar alguns procedimentos menos invasivos antes de se submeter a uma cirurgia plástica como essa.

Isso, sem contar que estes procedimentos ainda ajudam a amenizar as cicatrizes de quem já fez a blefaro, como as quelóides mencionadas anteriormente, lembra?

O jett plasma, também conhecido como blefaroplastia a laser é uma das opções mais utilizadas atualmente.

Além disso, a carboxiterapia nas pálpebras, também pode ajudar a reduzir o olhar caído, inclusive já falamos sobre ela no artigo: 4 tratamentos estéticos não invasivos que você talvez não conhecia.

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.