12 coisas que você precisa saber antes de cogitar fazer uma lipo

A lipoaspiração é um dos procedimentos cirúrgicos mais procurados e realizados no Brasil. O País figura como líder em número de cirurgias plásticas do mundo (700 mil por ano) das quais 140 mil são lipo.

Apesar de bastante popular e “resolver” o insistente problema de gordura localizada de maneira fácil e rápida, este procedimento inspira uma série de cuidados que devem, obrigatoriamente, ser tomados para evitar que sua vida seja exposta a riscos, uma vez que a lipo é uma intervenção cirúrgica que envolve anestesia, cortes e aspiração,tornando possível a retirada de gordura de regiões como braços, abdômen, glúteos e quadril.

Para se sentir mais segura e ter a certeza de que este é o melhor caminho para a perda de medidas, confira a seguir o que você precisa saber antes de cogitar fazer uma lipo.

12 coisas que você precisa saber antes de cogitar fazer uma lipo

1 – É possível fazer uma lipo estando acima do peso?

Passar por uma lipo, estando muito acima do peso, provavelmente não lhe trará os resultados esperados, já que este não é um procedimento de emagrecimento.

O ideal é que, antes de realizar a cirurgia, você perca peso, através de exercícios físicos e dieta, e recorra à lipo como uma saída para se livrar, com maior rapidez, das gordurinhas que insistem em permanecer no corpo.

Além disso, o médico deve realizar uma avaliação minuciosa do seu percentual de gordura, uma vez que a sucção máxima de tecido adiposo permitida em uma lipoaspiração é de 5% em relação ao seu peso corporal.

Veja Também: Lipoaspiração: preço e tudo sobre a recuperação

2 – A partir de que idade é permitido fazer uma lipo?

A partir dos 17 anos de idade, as mulheres já podem realizar este procedimento.

Não há limite máximo de idade, desde que você seja, previamente, avaliada por um médico que ateste boas condições de saúde e bem-estar para a realização da cirurgia.

Entretanto, a idade ideal para fazer a lipo é entre 17 e 35 anos, período em que a elasticidade da pele e capacidade de cicatrização é maior.

Veja Também: Saiba tudo sobre a lipoaspiração

3 – Como deve estar a saúde da mulher que deseja fazer uma lipo?

Para ficar apta a fazer uma lipo, a mulher precisa estar em perfeito estado de saúde para que não haja qualquer risco de complicações, em decorrência da cirurgia.

Além disso, doenças preexistentes e medicamentos de uso contínuo devem ser informados ao médico previamente.

Veja Também: Mini lipo: Conheça as vantagens da Lipo Light

4 – O que é preciso considerar na hora de escolher a clínica e o médico que realizarão a lipo?

Por ser um procedimento cirúrgico que envolve anestesia, o que pode colocar a vida da paciente em risco, é primordial que, antes de fazer uma lipo, a mulher pesquise bem as clínicas que realizam a intervenção, procurando conferir seu registro e aval de funcionamento.

Estudar o histórico profissional do cirurgião também vai lhe deixar mais segura e confiante para passar pelo processo.

O ideal é escolher locais e profissionais que tenham indicação de algum conhecido que já tenha passado pela mesma situação.

Veja Também: Entenda a diferença entre lipoaspiração e lipoescultura

5 – Quais os exames necessários para fazer a lipo?

Antes de fazer uma lipo, o médico pedirá uma série de exames para verificar se você está apta a realizar a cirurgia.

Entre eles estão o hemograma, coagulograma, níveis sódio, potássio, glicemia, creatinina, SGOT e SGPT e eletrocardiograma.

Veja Também: Lipoescultura: tire suas dúvidas sobre essa cirurgia

6 – A cirurgia é dolorosa?

A lipo possui um pós operatório bastante doloroso devido às inúmeras intervenções em uma vasta região do corpo.

A maior concentração da dor ocorre quando a paciente coloca-se em movimento, por isso é recomendado repouso absoluto para melhor recuperação.

Veja Também: Lipoescultura: menos gorduras e curvas mais definidas

7 – Quando fazer lipo é contraindicado?

A lipoaspiração não é indicada a mulheres com histórico de doenças cardíacas, pulmonares ou circulatórias.

Veja Também: Lipocavitação: modele seu corpo sem cirurgia

8 – Somente a gordura é aspirada durante a lipo?

Além de gordura, durante a lipoaspiração outras substâncias importantes do nosso corpo são aspiradas junto ao tecido adiposo, como sangue, linfa e eletrólitos.

Por essa razão, a quantidade de gordura por lipo é limitada a 5% do peso corporal da paciente.

Acima deste percentual, há o sério risco de complicações, como o choque hipovolêmico, decorrente da redução súbita de fluidos no organismo.

Veja Também: Lipoescultura e outras cirurgias Plásticas

9 – Quanto tempo dura a cirurgia?

Em condições normais, a duração da lipoaspiração é de 1 a 3 horas.

Veja Também: Drenagem Lipossônica Ativa, o tratamento do momento

10 – Quanto tempo leva para a mulher que faz uma lipo se recuperar completamente?

Cerca de 6 meses são necessários para uma recuperação completa, quando a pele volta a ter um aspecto e consistência normais e os contornos e sensibilidade da região voltam a ser como antes.

Veja Também: 9 Tratamentos Estéticos para Emagrecer: Mais Populares

11 – Após a cirurgia, terei que conviver com muitas cicatrizes?

Uma das vantagens da lipoaspiração é o fato dela deixar o mínimo possível de cicatrizes na mulher. Isso porque os cortes são realizados, estrategicamente, pelo médico em locais de pouca percepção e ângulos pouco aparentes.

A quantidade de cicatrizes, por outro lado, irá depender da técnica utilizada pelo médico, a idade da paciente, a qualidade da pele e os cuidados pós-operatórios.

Após o período de recuperação e com o passar do tempo, as marcas tornam-se praticamente, imperceptíveis.

Veja Também: As Cirurgias Plásticas Mais Procuradas Após 60 anos

12–Há o risco de voltar a ter gordura localizada após fazer uma lipo?

A lipoaspiração não é um método definitivo. Ou seja, se você voltar a engordar, haverá o ganho de gordura em todas as partes do corpo, independente se passaram ou não por cirurgia.

Manter uma dieta saudável e regrada e praticar exercícios físicos regularmente é fundamental para que todo o investimento não seja perdido. O mesmo vale para mulheres que engravidam após o procedimento.

Veja Também: O que considerar antes de realizar uma cirurgia plástica?

3 Comentário

  1. Melina Freitas 02/03/2017
    • Fernanda Silvestre 03/03/2017
  2. Fabiane de Almeida 12/07/2018

Adicionar comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.