Conheça o que há de melhor em tratamento para estrias

As estrias são um dos pesadelos mais recorrentes entre as mulheres, podem ser causadas pelo aumento de peso repentino, gravidez ou simplesmente pelo crescimento natural na adolescência.

Veja Também: Gravidez sem estrias é possível, saiba como!

Há quem tenha tendência a adquiri-las, mas a unanimidade é que pele ressecada aumenta as chances de que elas apareçam principalmente na barriga, seios, nádegas e coxas.

Veja Também: Como cuidar dos joelhos e cotovelos ressecados

Basicamente  é mais fácil realizar um tratamento para estrias mais recente, as vermelhas ou roxas, pois o dano na pele ainda pode ser revertido. Quando elas são brancas ou ainda largas e profundas, o tratamento deve ser mais agressivo para estimular a produção de células novas, renovando a pele de dentro para fora. Para quem já tem estrias, existem tratamentos com resultados bem satisfatórios na redução da aparência delas. Conheça alguns.

Veja Também: Melhores tratamentos para estrias

Tratamento para estrias

Saiba qual tratamento para estrias é ideal para você

Laser fracionado e subcisão

São feitas duas ou três aplicações de laser fracionado para melhorar a textura da pele. Após a cicatrização do laser, é feita uma subcisão, ou seja, pequenos cortes na área das estrias para estimular a produção de colágeno, como uma microcirurgia. A recuperação é rápida e quase sem dor, mas a pessoa tem que passar alguns meses sem pegar sol na área tratada para evitar manchas. Esse tratamento para estrias é o mais indicado para estrias brancas, largas e profundas, as mais difíceis de tratar.

Veja Também: Estrias: Como acabar com elas

Dermoabrasão

Nesse tratamento para estrias, a pele sofre um lixamento com aparelho com ponteira de metal para estimular a regeneração da pele e melhorar o aspecto e hidratação da área com estrias. Com a agressão a pele tenta se recuperar produzindo colágeno e elastina. É indicado para estrias brancas e largas.

Veja Também: Dermaroller para combater estrias, rugas e cicatrizes de acne

Radiofrequência

O tratamento consiste na estimulação por calor na área das estrias para que as fibras de colágeno da pele se contraiam, aumentem e as bordas das estrias se aproximem. Quem passa pelo tratamento quase não sente dor, mas sente a pele quente por algumas horas e o sol é desaconselhado por uma semana. A radiofrequência é indicada para estrias brancas e estreitas.

Veja Também: 13 Dicas para ter um bumbum durinho e sem celulite

Radiofrequência é um tratamento para estrias

Laser fracionado

O laser é direcionado para as estrias causando a produção de colágeno e elastina para estimular a cicatrização. Causa um pouco de dor na hora e nos dias subsequentes, mas a melhora já na primeira sessão é de 30%. Também é indicado para estrias brancas e estreitas.

Veja Também: Peeling caseiro para tratar estrias

Carboxiterapia

Injeta gás carbônico no tecido subcutâneo para estimular a produção de colágeno, dilatando os vasos sanguíneos. Pode ser dolorido por causa da injeção e também ficar roxo se atingir algum vasinho, mas some em alguns dias. Melhores resultados em estrias brancas e estreitas.

Veja Também: Como prevenir e combater estrias na gravidez

Peeling de cristal e ácido retinoico

É feito o peeling aplicando pó de óxido de alumínio e depois é feita a aplicação do ácido retinoico. O peeling faz a pele descamar, mas não dói. Esse tratamento para estrias é o mais indicado para melhorar a aparência das estrias avermelhadas ou arroxeadas.

Veja Também: Peeling de Cristal: O que é e quais os benefícios?

Infravermelho e ácido retinoico

Raios infravermelhos são disparados de um aparelho com ponta de cristal para aquecer a pele, estimulando a produção de colágeno e elastina, depois é aplicado o ácido retinoico com a mesma finalidade. Este tratamento apresenta resultados melhores em estrias avermelhadas e arroxeadas.

Add Comment