Os 10 principais gastos no primeiro ano do bebê

Ter um bebê é uma grande realização para muitas mulheres, poder ver o rostinho do filho pela primeira vez é uma emoção sem tamanho. Porém, até mesmo esse momento especial traz algumas coisas a se pensar. A responsabilidade pelo bebê é totalmente dos pais e isso inclui os gastos financeiros. Você já parou para se perguntar quais são os 10 principais gastos no primeiro ano do bebê?

Se ainda não tinha pensado nesse assunto se prepare para saber mais sobre os custos com fraldas, brinquedos, remédios e claro os acessórios do dia a dia.

Como passear com o seu bebê sem um carrinho ou um bebê conforto? Fique tranquila que abaixo vamos explicar mais detalhadamente.

Os 10 principais gastos no primeiro ano do bebê

Os 10 principais gastos no primeiro ano do bebê

1. O berço

Esse é um dos primeiros móveis do quartinho do bebê que precisa ser adquirido pelas futuras mamães. Encontrar um berço que seja seguro, bonito e que combine com a decoração do quartinho é essencial.

Se não for feita uma boa pesquisa de preços fatalmente pagará mais caro pelo bercinho.

Veja Também: Veja como decorar o quarto de bebê sem gastar muito

2. Fraldas

Já percebeu que muitas futuras mamães pedem como presente de chá de bebê fraldas? Isso acontece porque esse é o gasto mais considerável nos primeiros anos do bebê, em geral as crianças usam fralda até completar dois ou três anos.

A quantidade de fraldas varia de criança para criança, mas de qualquer maneira vai despender um bom dinheiro.

A dica para quem vai fazer chá de bebê é pedir de marcas e tamanhos variados. O seu bebê pode ser alérgico a determinada marca ou o tamanho P ser muito pequeno já nele recém-nascido.

Veja Também: 5 Dicas para você perder barriga depois da gravidez

3. Leite em pó

Durante o primeiro ano de vida os bebês já começam a tomar o leite em pó e esse é um dos gastos que irão pesar no seu orçamento.

O leite em pó tem um preço considerável e a quantidade consumida é grande. Para se ter uma ideia um bebê pode consumir muitas latas por dia. Observe que o leite de vaca somente pode ser incluso na dieta do bebê após o primeiro ano de vida.

Veja Também: 3 coisas surpreendentes que acontecem quando você para de beber leite

4. Roupas

Um dos xodós das mamães, principalmente as de primeira viagem, é a coleção de roupinhas. Sempre que se vê uma blusinha ou uma calça pequenina é difícil resistir, não é mesmo?

Pois, fique atenta que durante o primeiro ano de vida o seu bebê irá crescer muito rapidamente. Em uma semana ele pode perder uma série de roupas. Então observe que não vale a pena financeiramente comprar uma grande quantidade de peças do mesmo tamanho.

Veja Também: Conheça alguns perfumes importados para bebê

5. Calçados

Falando em roupas não podemos esquecer dos calçados também. Os pezinhos do seu bebê também irão crescer numa velocidade espantosa.

Nos primeiros meses de vida não compensa comprar muitos sapatinhos. Conforme a criança for crescendo e estabilizando o tamanho por mais tempo fica mais fácil encontrar calçados que irão durar mais tempo no seu guarda-roupa.

Veja Também: 5 dicas para economizar nas compras do fim de ano

6. Produtos para higiene

Cuidar da higiene do bebê no dia a dia exige um bom investimento, os pequenos precisam de shampoo e sabonetes específicos além das pomadas contra assaduras e os lencinhos umedecidos para limpar o bumbum a cada troca de fralda.

É bom fazer uma boa pesquisa para encontrar marcas que sejam boas e custem menos no seu orçamento.

7. Brinquedos

Esse é um tópico curioso, pois na verdade bebês com menos de um ano de vida quase não brincam e tendem a ficar satisfeitos com poucos itens. Os gastos se tornam significativos porque os pais acabam se empolgando.

Antes de ir para uma loja de brinquedos de bebê lembre-se que seu pequeno irá demorar a começar a ter interesse por brinquedos e apenas alguns já estão de bom tamanho. Brinquedos de bebê podem ser caros.

8. Creche

Muitas mães trabalham e num dado momento precisam deixar os seus filhos em creches ou então contratar uma babá. Esse é um dos principais gastos no primeiro ano do bebê.

Escolas particulares podem ter mensalidades bastante elevadas, pois oferecem todas as refeições e os cuidados para o seu filho. Na hora de escolher quem vai cuidar do seu bem mais precioso é difícil ficar pensando em economia, não é mesmo?

9. Pediatra e medicamentos

No primeiro ano de vida o seu bebê poderá ter uma série de dores e pequenos probleminhas que mesmo não sendo sérios exigem consultas regulares com um pediatra e o investimento em alguns remédios.

Ter um plano de saúde pode ajudar a tornar esses cuidados menos onerosos.

10. O carrinho

Poder passear com o seu bebê é realmente algo maravilhoso e a dica para que esses passeios sejam mais confortáveis é ter um carrinho.

Vale a pena investir num modelo que seja de melhores matérias-primas, pois assim ele irá durar mais tempo. Nesse caso vale a relação de custo e benefício.

Add Comment