Mau cheiro na vagina é sinal de que algo não vai bem

O odor vaginal é um problema que afeta cerca de 45% das mulheres no mundo inteiro. É algo que merece atenção, pois o cheiro de peixe nas partes íntimas pode indicar um problema de saúde grave.

O odor nas partes íntimas feminina pode acontecer por diversos fatores, como: o excesso do uso de ducha higiênica, uso de roupas apertadas, uso de produtos de higiene íntima. Mas pode acontecer também pela presença de algumas doenças, como a vaginose bacteriana, tricomoníase, candidíase, etc.

É muito importante procurar um especialista para diagnosticar melhor o problema.

Nesta matéria, vou responder as principais dúvidas sobre o odor vaginal, que por sinal, é muito desagradável e desconfortante para as mulheres. Tome nota!

odor vaginal ou cheiro de peixe nas partes íntimas feminina

Principais causas do odor vaginal

Veja Também:

Corrimento vaginal: quando ele pode indicar um problema

7 alimentos para manter sua vagina saudável

Infecções vaginais – Infográfico

Tricomoníase

Infecção vaginal causada por um protozoário conhecido na área médica como Trichomonas vaginalis. É uma doença sexualmente transmissível.

O que acontece é que, a presença desse protozoário na vagina ou no sistema geniturinário, causa uma lesão no epitélio formando úlceras microscópicas e aumentando o risco de contaminação por outras DSTs.

A presença desse protozoário pode causar:

  • Inflamação da vagina
  • Corrimento amarelo-esverdeado com a presença de odor muito forte
  • Dor para urinar
  • Dor durante o sexo
  • Coceira vaginal

O tratamento é feito com antibióticos prescritos pelo seu ginecologista.

Veja Também: 8 segredos embaraçosos que você deve contar para o seu ginecologista

Vaginose bacteriana

Infecção causada pela proliferação das bactérias normais presentes na vagina, principalmente, pela bactéria Gardnerella Vaginalis. É a causa mais comum do aparecimento de corrimentos vaginais e candidíase.

As mulheres que possuem a proliferação da Gardnerella Vaginalis em seu organismo sofrem muito durante a menstruação, pois o odor fica muito mais forte pelo fato das bactérias aumentarem ainda mais durante esse período.

O tratamento é feito com uso de antibióticos prescritos pelo seu ginecologista.

Veja Também: Verrugas Genitais: Quais as Causas?

Candidíase

É mais comumente conhecida na área médica como monolíase vaginal, são fungos que causam corrimento esbranquiçado e grumoso, acompanhado de coceira e irritação no local.

É normal a presença do fungo na flora vaginal da mulher. No entanto, quando o sistema imunológico da mulher fica comprometido há uma proliferação desse fungo causando a candidíase.

O tratamento consiste no uso de antimicóticos e pomadas antifúngicas prescritas pelo seu ginecologista.

Veja: Você sabe como se proteger da candidíase?

Outras causas do odor vaginal

Em casos raros o odor vaginal pode ser um indicativo de doenças graves, como o câncer cervical ou a doença inflamatória pélvica (DIP).

Portanto, é de suma importância a consulta com um ginecologista para obter o diagnóstico sobre o problema.

Conheça: 6 Exames médicos que toda mulher deve fazer

Tratamentos para o odor vaginal

Certamente você deverá consultar um ginecologista para entender melhor sobre o cheiro de peixe nas partes íntimas, mas, você também pode seguir algumas dicas para tratar ou prevenir o odor vaginal:

  • Evite o uso excessivo de ducha higiênica, pois isso pode prejudicar o aumento de sua flora vaginal fazendo com que as bactérias se manifestem causando o odor vaginal.
  • Se você gosta de iogurte, aproveite! O consumo deste pode te ajudar a aumentar sua flora vaginal pois eles contêm probióticos ou bactérias saudáveis que ajudam no processo de colonização das boas bactérias, aumentando assim sua flora vaginal.
  • Evite o uso de sabonetes íntimos perfumados pois estes contêm muitos produtos químicos, o que pode fazer reduzir sua flora vaginal. O melhor é usar sabonete neutro e água morna.
  • Use roupas íntimas 100% algodão, isso ajudará na ventilação e na absorção do suor, diminuindo assim o corrimento e o odor vaginal. Calcinhas de outros materiais impedem a adequada ventilação.

Veja: Você sabe se prevenir contra HPV?

Adicionar comentário