O segredo do alho: poderoso remédio natural que combate dezenas de doenças e bactérias

O alho é conhecido por ser um tempero maravilhoso, proporcionando um sabor especial às refeições.

Disso já sabemos.

Entretanto, você poderá conferir neste artigo que o alho pode ser muito mais incrível do que qualquer um poderia imaginar.

Conheça todos os benefícios que o alho pode trazer à saúde, sendo considerado um poderoso remédio natural para os mais diversos cenários do organismo.

Confira as propriedades do alho, um poderoso remédio natural tanto para a perda de peso quanto para a prevenção do câncer gástrico.

Veja Também: Alho Negro: 4 Razões Convincentes para Comer este Superalimento Todos os Dias

O segredo do alho: poderoso remédio natural que combate dezenas de doenças e bactérias

Poderoso remédio natural comprovado pela ciência

O alho é um poderoso remédio natural, possui a capacidade de diminuir os índices de colesterol e reduz a hipertensão.

Além do mais, combate infecções, dispondo de antioxidantes e flavonoides – que lutam contra o envelhecimento.

De acordo com pesquisas, os efeitos benéficos do alho se devem as suas propriedades carregadas de substâncias sulfurosas.

O alho também pode melhorar a saúde do coração, possuindo também ações que previnem o câncer.

Veja Também: Os 28 mais poderosos alimentos para prevenir e ajudar a combater o câncer

De acordo com Pasteur (1858), o alho possui propriedades antibacterianas.

Descobriu em laboratório, a partir de diluições em sequencia, que o alho é capaz de desnaturar 14 espécies diferentes de bactérias prejudiciais à saúde e que causam infecções.

O mesmo pôde ser verificado através da verificação do extrato de alho, diluído 128 vezes.

Os efeitos se explicam também através da alicína, que além de combater micróbios, é responsável pelo cheiro característico do alho.

O alho vem sendo associado ao combate da bactéria Helicobacter Pylory, que é a maior responsável por dispepsias, úlceras gástricas e duodenais e câncer gástrico.

Essa propriedade anticancerígena do alho aparentemente se conecta com a estimulação da enzima hepática glutationa-S-transferase – relacionada a processos de desintoxicação de diversos carcinógenos.

Veja Também: Fruta proibida pode ajudar a combater o câncer de pulmão

Alguns dos benefícios do alho:

Além das ações antibióticas, anti-inflamatórias, antimicrobianas, antiasmáticas, antioxidantes, anticancerígenas presentes no alho, podemos ainda citar outros benefícios, como as capacidades de:

? Reduzir a hipertensão;

? Prevenir a arteriosclerose;

? Auxiliar na dissolução de cálculos renais;

? Prevenir gripes e resfriados;

? Ajudar na expulsão de vermes;

? Combater a bronquite;

? Combater a diarreia;

? Atuar contra hemorroidas e varizes;

? Combater patologias renais e da bexiga;

? Fortalecer a vista;

? Combater dores de cabeça e enxaquecas;

? Contribuir para a perda de peso;

? Combater tumores, herpes e problemas dermatológicos;

? Combater gota e reumatismo;

? Tratar a asma e problemas respiratórios;

? Combater a tosse e rouquidão;

? Tratar de problemas na circulação e diabetes.

Veja Também: 20 sinais de que você pode ter algum tipo de câncer crescendo em seu corpo

No papiro de Ebbers (2.550 a.C) pôde ser encontrado mais de 20 receitas embasadas no alho, com indicações para o combate de dores de cabeça, faringites e doenças infecciosas.

Outros documentos (3.000 a.C), escritos por Chineses, Romanos e Babilônios também mostraram o uso do alho como um poderoso remédio natural.

Hipócrates (conhecido como o pai da medicina) foi o pioneiro na descoberta dos benefícios presentes no alho, mostrando detalhadamente o uso do alho como laxante e diurético.

Veja Também: 10 problemas que a água com limão resolve melhor que remédios farmacêuticos

Como consumir o alho:

Como consumir o alho

Se você gostaria de testar os efeitos benéficos do alho, segue abaixo duas formas para prepara-lo.

Alho com Azeite de Oliva Extra-Virgem

É uma receita conhecida por:

? Limpar as artérias, devido aos componentes presentes no azeite;

? Eliminar as dores nas articulações;

? Dissolver tromboses;

? Proteger contra gripes e infecções;

? Melhorar a qualidade das cordas vocais;

? Limpar os pulmões.

Modo de preparo:

– Utilizar 1 dente de alho para cada 20kg de peso;

– Esmague os dentes de alho crus e coloque-os dentro de uma ou duas colheres de sopa de azeite, por aproximadamente meia-hora;

– Coloque a mistura nas suas refeições, como em caldos, por exemplo.
Modo de uso:

– Faça uso do tratamento no período noturno;

– Trate-se com esse método por 4 meses seguidos;

– Combine com outros alimentos bons para a saúde.

Veja Também: 5 alimentos que podem envenenar e até mesmo matar o seu gato

Consumir o alho cru

Você também pode optar por ingerir o algo cru, pois após ser aquecido perde suas propriedades benéficas.

É possível procurar por tratamentos em cápsulas, faça uma boa pesquisa antes de realizar a compra.

É recomendado consumir cerca de 500 a 1.000 mg de óleo de alho diariamente, ou de um a dois dentes crus por dia – em chás, água ou sucos.

Veja Também: 8 alimentos que você deve consumir frequentemente para queimar gorduras

Água de Alho

Para a água de alho, basta encher um copo de água e acrescentar o alho (cru) picado.

Beba essa água durante o dia, e vá acrescentando mais água. Descarte o alho no final do dia.

Veja Também: Suco 3 em 1: Emagrece, Aumenta a Imunidade e Ajuda Ganhar Massa Muscular

Existem contraindicações?

Algumas. Dentre elas, podemos destacar:

? O alho não é recomendado a bebês ou para mães em fase de amamentação;

? Em crianças pequenas, o alho só é recomendado como bactericida, antibiótico e como vermífugo – em dosagens bem reguladas;

? O alho em excesso pode irritar o estômago e reduzir a capacidade normal de coagulação sanguínea do organismo;

? Para pessoas portadoras de doenças autoimunes (como o HIV) e que utilizam os coquetéis antivirais, o consumo em excesso do alho e derivados pode afetar em até 50% a eficácia dos medicamentos;

? Evite consumir leite junto ao tratamento com o alho, pois o leite cria muco no organismo, e que pode causar problemas e infecções futuras;

? O uso em excesso do alho pode levar a má digestão e irritabilidade da mucosa gástrica;

? O tratamento com o alho (e o alho em si) deve ser evitado em casos pré e pós-operatório – devido ao efeito antiplaquetário.

Veja Também: 16 alimentos proibidos para mulheres grávidas

Adicionar comentário