Conheça 5 mitos sobre o anticoncepcional

Você já ouviu rumores sobre o anticoncepcional?

O que eles diziam?

Funciona?

Não funciona?

Veja: Método Contraceptivo Ideal para cada mulher

Analisamos esses rumores e reunimos 5 mitos sobre o anticoncepcional que você precisa conhecer. Confira!

Mito 1: o uso do anticoncepcional a longo prazo pode diminuir as chances de engravidar

Um estudo realizado em 2014 pelo Hospital Universitário de Copenhagen descobriu que os níveis de hormônio que preveem a probabilidade de fertilidade foram de 19 e 16 por cento mais baixos, respectivamente, em mulheres que tomam anticoncepcional do que aquelas que não tomam.

O volume ovariano também foi entre 29 e 52 por cento menor.

No entanto, os cientistas disseram que esses números podem serem revertidos depois que a mulher para de tomar o anticoncepcional.

Eles sugeriram testar as reservas ovarianas três meses após a interrupção da pílula para medir com precisão as probabilidades de fertilidade.

Veja: 10 fatores que comprometem a fertilidade feminina

Mais: Fertilidade feminina

Conheça 5 mitos sobre o anticoncepcional

Mito 2: pular seus ciclos menstruais de propósito é perigoso

De acordo com o Dr. Louise Farrell, vice-presidente da Royal Australian e Nova Zelândia Colégio de Obstetras e Ginecologistas, tomar anticoncepcional continuamente para pular ciclos menstruais é perfeitamente seguro.

Veja: O que você precisa saber antes de suspender a menstruação

Tenha em mente, no entanto, que essa prática não é infalível. Mesmo tomando o anticoncepcional, você pode ter algum sangramento.

Mais: Infográfico para entender as três fases do ciclo menstrual

Mito 3: anticoncepcional engorda

Grande mito. Aliás, muito pelo contrário: o anticoncepcional – na maioria dos casos – pode resultar em perda de peso.

Psicossomaticamente, algumas pessoas imaginam que estão com mais fome quando tomam a pílula, então elas acabam comendo mais, e isso sim justifica o ganho de peso.

Veja: Médico Revela Alimentos que Emagrecem e Queimam Gordura 24 Horas

Mais: Os 10 mitos mais destruidores sobre Nutrição e Emagrecimento

Mito 4: antibióticos prejudicam o controle da natalidade

Os únicos antibióticos conhecidos por afetar a forma como alguns contraceptivos hormonais trabalham são Rifadin e Rimycin, usados para tratar infecções bacterianas graves como a tuberculose.

Veja: 10 dicas de saúde para as mulheres

Mais: Reversão da laqueadura e vasectomia oferece nova chance para casais

mulher tomando remédio

Mito 5: não há necessidade de controle da natalidade quando você está amamentando

Estatisticamente, você ainda tem 5% de chance de engravidar enquanto estiver amamentando. Se você está combinando leite materno com leite industrializado, as chances aumentam.

Entanto, tomar anticoncepcional pode, em alguns casos, restringir sua produção de leite de acordo com a Associação Australiana de Aleitamento Materno. Nesse caso, opte por um DIU como o Mirena ou pela minipílula contraceptiva.

Veja: 10 mitos e verdades sobre Reprodução Humana

Mais: Veja como eliminar a barriga após a gravidez

Mito 6: anticoncepcional aumenta o risco de desenvolver câncer de mama

Há um ligeiro aumento do risco de contrair câncer de mama se você estiver tomando anticoncepcional.

No entanto, os especialistas alertam que esse risco é incrivelmente baixo e mais provável em mulheres acima dos 45 anos.

As mulheres que possuem histórico de nódulos mamários ou as que estão acima de 40 anos podem se prevenir indo ao médico para saber se é melhor mudar para uma pílula com pouco estrogênio ou mesmo abandonar o anticoncepcional.

Adicionar comentário