Intolerância a Lactose: Você Pode Ter e Não Saber, Conheça os Sintomas

Algumas pessoas sofrem de intolerância a lactose e nem imaginam que tem esse problema.

A doença que pode ser chamada também de deficiência de lactase se caracteriza pela dificuldade do organismo em fazer a digestão do açúcar (lactose) que é encontrado no leite e nos seus derivados.

Conheça os sintomas e descubra se aquele desconforto que você sente às vezes é intolerância a lactose.

Veja Também: Diferenças entre a alergia a leite e a intolerância à lactose

Mais: Intolerância à lactose: causas, sintomas e tratamentos

Intolerância a Lactose - Você Pode Ter e Não Saber, Conheça os Sintomas

O Que Causa a Intolerância a Lactose?

Pessoas que tem intolerância a lactose apresentam deficiência de lactase que é uma enzima produzida pelo intestino delgado.

Se por algum motivo o intestino delgado não produz mais essa enzima o organismo não consegue mais fazer a quebra da lactose para a sua posterior transformação em galactose e glucose.

Veja: Como descobrir se você é intolerante à lactose

Três Tipos de Intolerância a Lactose

sintomas da intolerância à lactose

Intolerância a Lactose Primária

Existem três tipos dessa doença cujas causas são diferentes, o primeiro tipo é a intolerância a lactose primária que está ligada ao envelhecimento do organismo.

Quando vamos ficando mais velhos o corpo pode deixar de cumprir algumas funções dentre elas a produção de algumas enzimas como a lactase.

Veja Também: Intolerância à lactose : mitos e verdades

Intolerância a Lactose Secundária

A intolerância a lactose secundária é resultante de algum outro problema como uma doença que afeta as funções do intestino delgado ou mesmo um ferimento.

Veja Também: 3 coisas surpreendentes que acontecem quando você para de beber leite

Intolerância a Lactose Congênita

Por fim temos a intolerância do tipo congênita, ou seja, em que o indivíduo nasce com essa característica.

Para que isso aconteça tanto o pai quanto a mãe da criança devem apresentar a carga genética de intolerância.

Pode ser que os pais não sejam intolerantes a lactose, mas tenham o código genético recessivo de tal característica.

Veja Também: Intolerância ao glúten? Veja dicas para uma vida gostosa e saudável

Conheça os Sintomas

O que causa confusão em algumas pessoas é o fato de que os sintomas da doença podem ser interpretados como breves mal-estares.

A observação da frequência com que essas situações acontecem após a ingestão de alimentos derivados do leite assim como o próprio leite é o que pode ajudar a definir a intolerância.

Basicamente os sintomas dessa doença consistem em:

  • náusea e vômitos;
  • diarreias;
  • inchaço
  • dores no abdômen que surgem num período entre meia hora e duas horas após o consumo de alimentos que tenham lactose em sua composição.

Em geral os sintomas se manifestam de forma leve, mas isso dependerá do quanto foi ingerido de lactose.

Conheça: 6 doenças autoimunes comuns

Diagnóstico

Você somente poderá ter certeza que tem intolerância a lactose procurando um médico e se submetendo a alguns exames.

Então no caso de quem se identificou com o descrito acima a dica é ir a um consultório médico e descrever a situação. Para a confirmação do quadro o médico pedirá alguns exames.

Veja Também: 6 Exames médicos que toda mulher deve fazer

Os Exames Para Definir o Diagnóstico

O principal exame para definir se uma pessoa é ou não intolerante a lactose é o Exame de Tolerância em Lactose.

Consiste na ingestão de um líquido que contém grande quantidade de lactose, posteriormente, é realizado um exame de sangue para que se verifique o quanto foi transformado em glucose.

Tem ainda outro exame bastante prático que pode ser feito para definir se uma pessoa é ou não intolerante, o Medidor de Ácidos.

Quando o organismo possui grande quantidade de lactose sem ser digerida acaba ficando com grande quantidade de ácido láctico. O médico verifica e faz a medição de quanto ácido está presente no organismo.

Veja Também: Planos de saúde: vantagens e desvantagens

Uma Resposta

  1. Izabel Cunha junho 18, 2017

Adicionar comentário