Guia para ficar loira

É enorme o número de mulheres que, constantemente, vão aos salões embarcar numa viagem rumo aos cabelos loiros. Ou para fugir dos fios brancos, ou em busca de mudanças no visual, a verdade é que, cedo ou tarde, geralmente, toda mulher acaba se rendendo à tintura em busca de fios dourados ou platinados. Bem, se você está agora mesmo lendo esse artigo por que tomou a decisão de passar para o grupo das loiras, saiba que essa não é uma tarefa simples, manter os cabelos loiros e bem cuidados exige certos cuidados, não tão simples e nem baratos, portanto, antes de sair correndo para comprar seu kit clareador ou até o salão mais próximo, leia nosso guia para ficar loira com atenção, para saber como conseguir ficar e se manter loira sem prejudicar seus fios.

Veja Também: 4 Dicas para você ficar loira

Guia para ficar loira

Siga o  Guia para Ficar Loira

1 – Não se precipite

O guia para ficar loira recomenda muita calma nessa hora. Primeiramente, você precisa ter certeza de sua decisão, nunca procure mudar o visual em momentos de stress, na TPM ou sob forte ansiedade, já que as vezes, a emoção faz com que se tome uma decisão precipitada e…errada. Assim, se você sempre foi moreninha, mas brigou com o namorado e resolveu correr para o salão para se transformar numa loira fatal para dar o troco, totalmente dominada pela raiva, saiba que essa decisão tem 99,9% de chances de dar errado, e pode até sobrar para o cabeleireiro.

Veja Também: Sombré hair: Conheça a tendência para cabelos

2 – O tom certo

o guia para ficar loira recomenda o tom certo
Ok, você está realmente decidida, chega daquela vida de morena, então, nesse caso, agora só resta decidir o tom ideal. Se você é morena, o guia para ficar loira recomenda o clareamento dos seus cabelos aos poucos, puxe umas luzes, para ver se isso é , realmente, o que busca, devagar vá adotando a nova cor.

Veja Também: Quero mudar a cor do cabelo, qual devo escolher?

Tudo bem , nada de ir aos poucos, quer logo pisar na tábua e virar loira, então, muita calma nessa hora, pois saiba que os tons platinados, mais radicais, ficam bem em quem é mais fashion, ousada. Se você for mais discreta, escolha um loiro mais natural, médio claro. Se sua pele estiver bronzeada, no entanto, saiba que os tons dourados iluminam a pele mais escura. A regrinha é essa: loiro-claro vai melhor com peles claras, tipo rosadas e olhos claros; o loiro-mel ou dourado combina mais com peles claras, porém amareladas e olhos castanhos; já o loiro-escuro ou queimado pode ser usado com qualquer tom de pele.

Veja Também: Como cuidar do cabelo loiro platinado

3 – Trabalho e gasto

Desde já é bom saber que quanto mais claro for o tom escolhido, mais rápido a raiz aparecerá, portanto, quem quiser ter cabelos bem cuidados, pode se preparar, porque o guia para ficar loira recomenda visitas quinzenais ao salão.

Veja Também: 10 mandamentos para ter cabelos loiros perfeitos

4 – Prejudica o cabelo

Por melhores e mais caros que sejam, os produtos utilizados para a descoloração costumam ressecar a fibra capilar e deixar as cutículas mais abertas, prejudicando o brilho e a textura e fazendo surgir o efeito espigado. Tenha em mente que os danos serão menores se, em vez de clarear com descolorante, a cor natural do seu cabelo aceitar a mudança apenas com uma tintura, lembrando que as tinturas só clareiam de dois a quatro tons da cor natural.

Veja Também: Cabelo loiro e crespo: 5 dicas para mantê-lo bem cuidado

5 – Cuidados específicos

Pois é, conforme já falamos, cabelos loiros não saem barato, e além da manutenção da cor, o guia para ficar loira alerta: pode preparar o bolso para investir também em produtos especiais para loiras, cujas formulações possuem agentes que evitam que o amarelo fique opaco ou com aspecto de palha. Vale ressaltar que não se trata de nenhuma frescura, usar os produtos certos é fundamental para manter a cor bonita por mais tempo.

Veja Também: Tendências de cores de Cabelos para 2015

6 – Loira em casa

É possível qualquer uma fazer a própria coloração, porém, o guia para ficar loira NÃO recomenda esta prática, o resultado pode ser comprometedor. Há risco de manchar o cabelo, enfraquecer os fios e provocar alergia no couro cabeludo.

Veja Também: Hidratação caseira para cabelos com luzes, mechas ou tinturas

7 – O tom certo da sobrancelha

o guia para ficar loira recomenda O tom certo da sobrancelha
O guia para ficar loira faz outro alerta: Muito cuidado ao clarear os fios se tiver as sobrancelhas pretas e marcadas, pois, geralmente, fios claros não combinam com pelos negros. Quem ópta por fazer californianas e clarear só as pontas, por exemplo, não precisa mexer no tom da sobrancelha. Porém, por outro lado, quem tinge o cabelo todo e a sobrancelha for super escura, vale dar uma suavizada no contraste sim. Uma opção é colorir a sobrancelha no mesmo tom da raiz.

Veja Também: Maquiagem para Loiras: Aprenda fazer passo a passo

8 – Se amarelar

É comum mulheres pintarem de loiro e sairem do salão com as melenas quase alaranjadas. O pigmento amarelo é do próprio cabelo, ao ser feita a descoloração, a estrutura do fio fica mais frágil e pode acontecer a oxidação (também por agentes externos como poluição e sol). Para neutralizar, o guia para ficar loira sugere que o profissional tonalize com o anti-amarelador. Como manutenção, o ideal é lavar o cabelo em casa com shampoo violeta uma vez por semana.

Veja Também: Como tirar o amarelo do cabelo loiro em casa

loiro perfeito

Como uma das vantagens dos cabelos loiros está a de conseguir disfarçar pequenas imperfeições como olheiras, espinhas, ruguinhas.

9 – Técnicas:

loiro perfeito

Tintura: forte, contém amônia e oxidantes que penetram nos fios alterando os pigmentos naturais, dando nova cor ao cabelo. Com ela, é possível clarear de dois a quatro tons da cor natural (em cabelo virgem), escurecer ou igualar a cabeleira manchada e cobrir 100% dos fios brancos. Dura até 60 dias sem desbotar.

Clareamento: clareia a cor total do cabelo virgem ou apenas algumas mechas até quatro tons, é feita com tintura permanente ou pó descolorante e água oxigenada. O retoque deve acontecer entre 20 (tintura) e 60 dias (mechas).

Decapagem: método que utiliza água oxigenada e pó descolorante para retirar os pigmentos do cabelo tingido. Radical, só é indicada em mudanças drásticas, para clarear mais de quatro tons.

Descoloração: também recorre à água oxigenada e descolorante, só que para clarear o cabelo virgem em mais de quatro tons.

Luzes: clarear apenas uma pequena parte dos fios com um resultado bem natural, como de quem pegou um pouco mais de sol. São feitas mechas pequenas, de até 1 cm de espessura. É feita não só com descolorante, mas também com coloração (cabelos virgens).

Veja Também: Cabelos com luzes e mechas: Veja como cuidar

Reflexo: é um clareamento num número maior de fios, por toda a cabeça, com efeito mais visível que as luzes. Também pode ser feito não só com descolorante, mas também com coloração.

Mechas: ficam mais marcadas, com espessura entre 1,5 a 2 cm. Elas iluminam bem o rosto. E também, feitas não só com descolorante, mas também com coloração.

Veja Também: A moda dos cabelos coloridos

Mechas invertidas: feita em cabelos loiros, são feitas mechas escuras nos cabelos, que servem para amenizar o efeito do tom muito claro ou desbotado dos fios.

Californianas: mechas apenas nas pontas dos cabelos, que deixam um efeito como se fossem produzidas pelo sol.

Ombre hair: é feito um degrade sutil nos cabelos, à partir do meio do comprimento dos fios; nesta técnica, preserva-se a cor natural dos cabelos, tanto na base como na raiz.

3D: são mechas feitas com 3 tons de cores diferentes.

Se você é uma mulher vaidosa e gosta de se sentir sedutora, eu recomendo que conheça o Manual Definitivo da Sedução Feminina. Esse manual vai te transformar em uma mulher irresistível para seu homem através de mudanças nas suas atitudes, comportamento e até pequenas mudanças 

Adicionar comentário