Gravidez após 35 anos: riscos e benefícios

Pesquisas recentes mostram que é crescente o número de mulheres que resolvem ter uma gravidez após 35 anos. Nos Estados Unidos, a cada 1.000 mulheres entre 35 e 39 anos, 11 delas deram à luz pela primeira vez em 2012, quando, em 1973, eram somente 1,4 nascimentos nessa faixa etária. Entre 40 e 44, o índice quadruplicou: saltou de 0,5 para 2,3, entre 1985 e 2012. Já aqui no Brasil, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 9,18% dos bebês que nasceram em 2003 são filhos de mulheres com mais de 35 anos. Em 2012, a taxa foi maior: 11,32%.

Veja Também: Como engravidar depois dos 35 anos com saúde

Pois é, ou pelo fato das mulheres hoje serem mais independentes e optarem por primeiro resolver sua vida profissional, ou darem mais atenção à carreira do que ao casamento e relacionamento em si, o fato é que é cada vez mais comum as mulheres decidirem engravidar mais tarde. Porém, essa decisão pode acarretar alguns problemas, pois devem ser levados em conta alguns riscos da gravidez tardia. Mas, afinal, se existem, quais são os riscos da gravidez após 35 anos?

Veja Também: 6 dicas para você ter uma gravidez saudável

Gravidez após os 35 anos
Riscos da Gravidez após 35 anos

Bem, o principal risco é mesmo o envelhecimento dos óvulos, já que toda mulher nasce com determinadas células no ovário que com o tempo, envelhecem e, consequentemente, há um aumento progressivo de embriões que se formam com alterações genéticas, como síndrome de Down.

Veja Também: 6 mitos sobre a gravidez

Outro grande risco da gravidez após 35 anos, é uma chance grande de desenvolver diabetes e hipertensão, que podem ocasionar o parto prematuro, porém, são riscos controláveis. Deve-se levar em conta que a gravidez representa uma sobrecarga hormonal, de peso, de energia, ao organismo, exigindo que o sistema biológico se adapte. E, claro, na juventude, a capacidade de aguentar bem essa sobrecarga é muito maior. Porém, embora seja necessário um cuidado maior, não é preciso se desesperar, pois uma vida saudável pode evitar o aparecimento desses problemas, mesmo numa idade mais avançada. Por isso, manter uma alimentação correta, praticar exercícios físicos, com acompanhamento médico, claro, não fumar, nem ingerir bebida alcóolica, são mais do que importantes para uma gestação tranquila, são fundamentais.

Veja Também: 9 Cuidados fundamentais para uma gravidez tranquila e saudável

Gravidez após os 35 anos

Já, no caso da gravidez como resultado de fertilização assistida, devem ser respeitadas as normas do procedimento, ou seja, em mulheres acima de 35 anos, só podem ser implantados até 3 embriões, e após os 40 anos, até 4. Apesar de o tratamento ser muito caro e o casal, geralmente, estar muito ansioso para a chegada de um bebê, não é aconselhável que se pressione o médico para a implantação de mais embriões.

Veja Também: Será que estou grávida???

Cuidados na Gravidez após 35 anos

Quem está planejando uma gravidez após 35 anos de idade, a dica é marcar uma consulta com o ginecologista para fazer os exames clínicos e laboratoriais, pois o médico precisa investigar o nível do TSH, hormônio produzido pela tireoide, que será responsável pela formação neurológica do feto. Na gravidez após 35 anos é maior o risco de hipotireoidismo, ou seja, da menor produção dessa substância, então, caso o exame detecte o problema, será preciso fazer reposição hormonal, para evitar que a mulher ganhe peso em excesso ou sofra aborto.

Veja Também: Gravidez sem estrias é possível, saiba como

Mais uma dica para quem pretende engravidar, é ingerir bastante ácido fólico, nutriente que previne a malformação do tubo neural (medula) do feto, presente nas folhas verdes, porém, geralmente, o obstetra receita em forma de suplemento.

Veja Também: Dicas de lingeries para gestantes

Parto Normal

Se a gestante se cuidar e tiver o acompanhamento correto, não terá problemas na gestação, poderá levar uma vida normal, porém, por ter mais de 35 anos, só poderá ter parto normal se não apresentar diabetes e hipertensão, e também se fizer atividade física e tiver o preparo pélvico adequado.

Veja Também: Gestantes podem praticar atividades físicas?

Benefícios da Gravidez após 35 anos

Embora a gravidez após 35 anos não seja o ideal, do ponto de vista biológico, entre 18 e 35 anos, o organismo da mulher está mais preparado para a gestação, por outro lado, após essa idade, a grávida tende a estar em um emprego estável, mais resolvida profissionalmente e psicologicamente, com maturidade emocional para lidar com a criança.

Veja Também: Gravidez sem dores nas costas, saiba como!

Gravidez após 35 anos
Bem, o fato é que, independentemente da idade, o importante é que a mulher só fique grávida quando realmente sinta vontade de ser mãe, pois qualquer desconforto que possa surgir com uma gravidez tardia, ele simplesmente desaparece quando lhe colocam, pela primeira vez, seu filho nos braços, aí então, todo o resto se torna muito pequeno, como se a vida só fizesse, finalmente, sentido, a partir desse momento.

Add Comment