Dor na região do útero pode ser um sintoma destas 5 doenças perigosas

Uma dor na região do útero pode significar desde uma simples prisão de ventre até mesmo um possível câncer.

As causas para a dor podem ser inúmeras, como uma infecção urinária, cólicas, ovulação ou gases.

Entretanto, se essa dor for persistente e muito incômoda, é importante investigar o motivo com o seu médico.

Fique atenta a 5 doenças que podem causar dores na região do ventre.

Veja: 10 sinais de alerta do câncer de ovário: o assassino silencioso

Veja Também: Síndrome de Ovário Policístico atinge 10% das mulheres

E mais: 12 sinais que avisam quando o fígado está mal

Conheça 5 doenças que podem estar por trás de uma dor na região do útero

Dor na região do útero pode ser um sintoma destas 5 doenças perigosas

1 – Endometriose

A endometriose é uma doença caracterizada pelo acúmulo do endométrio (tecido que reveste o útero) na cavidade abdominal ou em cima dos ovários.

Quando isso ocorre, o tecido acaba crescendo anormalmente em um lugar aonde não deveria crescer, causando muitas dores e podendo levar até mesmo a uma esterilidade.

Os sintomas costumam ser:

Dores na região do ventre a todo tempo;

Cólicas fortes nos períodos de menstruação;

Cansaço extremo;

Intenso fluxo menstrual ou fluxo irregular;

Inchaço que provoca alterações urinárias e intestinais durante a menstruação;

Dificuldade para engravidar;

Dores durante relações sexuais.

A endometriose é uma doença crônica e que precisa ser constantemente acompanhada por um médico.

Veja Também: Endometriose: Saiba reconhecer e tratar

2 – Mioma

O mioma é um tumor benigno composto por tecidos musculares e é desencadeado pelo estímulo de determinados hormônios.

O tratamento para um mioma é com base no uso de hormônios ou através de uma histerectomia – dependendo do grau do mioma.

Os principais sintomas da doença são:

Dor na região do útero;

Fluxo menstrual intenso;

Sangramento (com coágulos) mesmo quando fora do período da menstruação;

Hemorragias;

Dificuldade para urinar ou incontinência urinária.

Veja Também: 6 coisas constrangedoras que você jamais deve esconder do seu ginecologista

3 – Cervicite

A cervicite também é chamada de inflamação do colo de útero.

É uma doença que surge por consequência da ação de bactérias já presentes no corpo feminino, entretanto, também pode ser causada por micro-organismos vindos através de relações sexuais.

Os sintomas da doença costumam ser:

Corrimento;

Pele avermelhada;

Coceiras;

Febre alta;

Dor na região do útero.

Veja Também: 8 segredos embaraçosos que você deve contar para o seu ginecologista

4 – Adenomiose

Semelhante à endometriose, a adenomiose é caracterizada pela migração do endométrio para a região interna do miométrio – camada muscular do útero.

As causas da doença ainda não são conhecidas.

Quando a menstruação vem, a mulher com adenomiose acaba percebendo algumas irritações, devido ao sangue que se acumula dentro do músculo, tendo os seguintes sintomas:

Dor e muita cólica;

Inchaços;

Prisão de ventre ou dores ao evacuar;

Dores em relações sexuais;

Aumento do fluxo menstrual e aumento da duração.

Os tratamentos podem variar conforme a gravidade dos sintomas, indo desde analgésicos até uma cirurgia para a remoção do útero.

Veja Também: 10 sinais de que você precisa ir ao ginecologista

5 – Câncer do colo do útero

Dor na região do útero pode ser um sintoma de câncer do colo do útero

O câncer do colo do útero é um dos mais frequentes na população feminina.

O tumor é causado pelo vírus do HPV, podendo causar sintomas diversos além da dor na região do útero.

O câncer uterino atinge mulheres na menopausa com maior frequência, não podendo ser detectado com o exame do Papanicolau.

Os sintomas mais comuns incluem:

Dor na região do útero;

Dor para urinar;

Dores durante relações sexuais.

Veja Também: 7 exames necessários na prevenção do câncer

Add Comment