Dieta da placenta: o que é e como funciona

Hoje em dia com busca pelo corpo ideal, diversas pessoas procuram por dietas que prometem trazer resultados satisfatórios sem sofrimento.

Não é nada fácil seguir uma dieta, especialmente mulheres que acabaram de dar a luz.

Uma das dietas adotadas por mulheres que acabaram de ter filho, que está gerando polêmica e ao mesmo tempo interessante, é a dieta da placenta.

A dieta da placenta

Se você ainda não sabe o que é essa dieta, veja a seguir mais informações sobre a dieta da placenta que está dando o que falar.

Veja: Como perder peso rápido em 3 passos simples comprovados pela ciência

O que é a dieta da placenta?

Essa dieta propõe uma alimentação muito restritiva de apenas 500 calorias. A quantidade de caloria que deve ser consumida diariamente não pode ser de quaisquer tipos de alimentos, pois são eles que vão fornecer a nutrição e bem estar durante todo o tratamento.

Em conjunto com a alimentação, a dieta da placenta vem acompanhada do hormônio HCG, uma substância que é produzida pela placenta durante a gravidez, que ajuda a perder peso rapidamente, sem causar efeitos colaterais ou secundários. Diversas mulheres que passaram pelo trabalho de parto se beneficiaram com essa dieta.

Veja: 10 formas cientificamente comprovadas de perder peso naturalmente

Como surgiu a dieta da placenta

Essa dieta diferenciada surgiu na década de 50, pelo médico britânico Simeons. Quando foi criada tinha o objetivo de ajudar clinicamente pacientes obesos que precisam voltar ao peso ideal.

E a dieta da placenta foi colocada em prática quando o Dr Simeons fez uma pesquisa durante 40 anos descobrindo que o hormônio HCG ajuda na perda peso com saúde.

Veja: 5 estratégias infalíveis para a sua dieta dar certo

placenta em cápsulas

Dieta da placenta e as famosas

A dieta da placenta ficou em destaque nos últimos meses, quando a socialite americana Kim Kardashian anunciou que comeria a própria placenta depois de ter o seu segundo filho. Depois disso, outras atrizes fizeram a mesma coisa, a agora essa prática está cada vez mais comum nos Estados Unidos e na Europa.

Muitas mulheres estão optando por essa prática, que é usada na dieta da placenta, devido aos benefícios prometidos que são: Aumento da energia e disposição, melhora da produção de leite, além da aparência da pele, unhas e cabelos. As substâncias contidas na placenta também contribuiriam para prevenir a prevenção pós-parto.

Veja Também: Isso é o que acontece com seu corpo quando você faz uma dieta líquida

Como é feito o consumo da placenta

O consumo da placenta pode ser feito de diversas formas como em cápsulas, vitaminas, crua, cozida. As mães interessadas em fazer essa dieta podem entrar em contato com uma empresa especializada para que suas placentas possam ser encapsuladas para poderem ser consumidas.

Ficou interessada em fazer a dieta da placenta? Então antes de tudo converse com seu médico e procure um profissional especializado no assunto.

Veja Também: Médico revela técnica estranha para emagrecer, a técnica polêmica está intrigando a indústria farmacêutica

Adicionar comentário