É seguro usar cosméticos durante a gravidez?

Se você já se perguntou – ou está se perguntando – se é seguro usar cosméticos durante a gravidez, saiba que você não é a única mulher a ter essa dúvida.

Assim que você engravida, há mais “não-pode” do que “pode” em sua rotina e por isso é preciso tomar cuidado com certos hábitos.

Evitar o consumo de álcool e tabagismo são a lógica comum, mas quando se trata de usar cosméticos durante a gravidez, muitas mulheres parecem não ter uma ideia clara ou orientação do que fazer.

Veja Também: Zika: saiba quais os repelentes mais indicados contra o mosquito Aedes aegypti

Estudos sugerem que os ftalatos, os parabenos e o chumbo, comumente encontrados em produtos cosméticos, podem levar a complicações em mulheres grávidas. Pensando nisso, criamos uma lista de alguns produtos químicos que você deve evitar enquanto estiver grávida. Confira!

Veja Também: Gravidez após 35 anos: riscos e benefícios

É seguro usar cosméticos durante a gravidez?

1. Chumbo

Chumbo é um ingrediente químico comum encontrado em uma ampla gama de cosméticos como batons e sombra para os olhos.

Embora o conteúdo admissível de chumbo seja de 20 ppm, várias marcas usam níveis mais elevados deste metal, colocando-a em risco de envenenamento por chumbo.

Além disso, as mulheres grávidas e lactantes estão ainda mais em risco já que o chumbo pode passar através da placenta e das glândulas mamárias e afetar o desenvolvimento fetal e do bebê.

Assim, tenha em mente: quando se tratar de chumbo, cosméticos durante a gravidez podem ser muito prejudiciais.

Confira: 6 dicas para você ter uma gravidez saudável

2. Isotretinoína

Este é um comum medicamento de prescrição usado para tratar a acne. Ele também é usado na composição de produtos como bases.

De acordo com um estudo publicado na revista americana Archives of Dermatology, a exposição à isotretinoína durante a gravidez aumenta o risco de malformações congênitas em crianças.

Consulte o seu médico antes de usar este medicamento.

Veja: Como cuidar do cabelo na gravidez

3. Ftalatos

Ftalatos são comumente encontrados em produtos de cuidados pessoais, como sabonetes e shampoos. A exposição a longo prazo aos ftalatos pode levar ao aborto entre 5 e 13 semanas de gravidez.

As mulheres que trabalham em fábricas correm risco por estarem expostas ao produto químico, mas a população em geral também pode sofrer complicações na gravidez se abusar do uso de produtos contendo esse componente.

Mais: Descubra como minimizar os enjoos na gravidez

4. Triclosan e Triclocarban

Essas são as substâncias mais comumente encontradas em sabonetes, creme dental e quase todos os outros produtos de higiene que usamos todos os dias.

Estes compostos podem levar a problemas de saúde em mulheres grávidas e podem até afetar o tamanho do recém-nascido, portanto, cosméticos durante a gravidez, principalmente triclosan e triclocarban, devem ser evitados.

Veja Também: Saiba como prevenir cãibras na gravidez

5. Amônia

Os produtos de coloração de cabelo sintéticos contém ingredientes como amônia, fenetilaminas e resorcinol que podem causar reações alérgicas na pele. Além disso, estes produtos químicos são também conhecidos por serem potenciais agentes cancerígenos.

Assim, as mulheres grávidas são aconselhadas a usar corantes naturais que atuam suavemente no couro cabeludo e no cabelo.

Além disso, a exposição a estas substâncias pode resultar em parto prematuro, baixo peso ao nascer ou déficits congênitos no feto.

Veja: 3 Dicas de beleza para grávidas

A médica indiana Dra. Nupur Gupta, ginecologista e obstetra, diz que “não há restrições que as mulheres devem seguir quando se trata do uso de cosméticos durante a gravidez, a menos que esses produtos estejam carregados com substâncias nocivas.

O risco depende de inúmeros fatores: o tipo de produto químico, a duração da exposição, o nível de frequência e a concentração. Uma vez que estes produtos são usados em quantidades mínimas, o risco de complicações na gravidez e desenvolvimento fetal não são comuns.

Conheça: 6 mitos sobre a gravidez

No entanto, para alguém que trabalha em um salão de beleza ou em uma fábrica de produtos químicos, os cosméticos durante a gravidez podem acabar sendo prejudiciais, mesmo que não haja o uso direto.

Em tais casos, a única medida eficaz é parar ou limitar a sua exposição aos produtos químicos. Se você ainda estiver preocupada com complicações, converse com seu médico.

Veja: 9 Cuidados fundamentais para uma gravidez tranquila e saudável

Mamãe Sarada é o único programa online de emagrecimento especializado em ajudar mulheres que já passaram por pelo menos uma gestação, a voltarem a ter o corpo que tinham antes da gravidez.

Todo o programa foi criado pensando exatamente nas necessidades de quem é mãe. Clique aqui para conhecer!

Adicionar comentário