Como cuidar da pele ressecada

Bastante comum, a pele ressecada, embora não seja um problema sério, acaba tirando aquele aspecto de pele saudável, jovial, tanto é que, geralmente, pessoas mais velhas têm uma tendência muito maior de ter pele ressecada, já que a produção de óleos e lubrificantes naturais tende a diminuir com a idade, e a pele ressecada é caracterizada, justamente, pela falta de água na epiderme, a camada mais superficial da pele.

Veja Também: Como cuidar dos joelhos e cotovelos ressecados

pele ressecada

Quem sofre com a pele ressecada, geralmente, percebe esse problema em áreas como mãos, braços e a parte inferior das pernas. É preciso um cuidados redobrado com alguns fatores, que vão desde a umidade do ar, até o uso de água muito quente nos banhos, embora até temperaturas elevadas ou muito frias acabem interferindo na hidratação natural da pele.

Veja Também: Dicas simples para recuperar o viço da pele

Causas da pele ressecada

As causas podem ser diversas, e quase sempre, estão ligadas ao lugar em que a pessoa vive e aos seus hábitos diários.

O clima – a pele, geralmente, fica mais seca durante o inverno, já que nesse época os níveis de umidade e a temperatura caem.

Veja Também: Dicas para manter a pele hidratada no inverno

Banhos quentes – eles são um crime para quem tem a pele ressecada.

Piscina – quando se permanece muito tempo dentro d’água, já que as piscinas, normalmente, têm cloro.

Sabonetes ásperos, alguns xampus, desodorantes e antibactericidas, assim como os detergentes – acabam ressecando mais ainda a pele.

Ar condicionado – ele resseca demais a pele, procure deixar, como não dá para viver sem ele, procure deixar potes ou baldes com água no ambiente.

Sol – nem é preciso dizer o que os raios solares fazem com a pele, além de ressecar a pele, os raios ultravioletas penetram fundo, gerando rugas e flacidez.

Veja Também: Saiba como eliminar a flacidez depois da dieta

causas da pele ressecada

Porém, além de fatores externos, alguns outros fatores podem deixar a pele ressecada, tais como:

  • Peles mais ásperas
  • Mudanças metabólicas
  • Fatores hormonais, como quando ocorre a menopausa, hipotireoidismo e hipertireoidismo
  • Envelhecimento
  • Dermatite (eczema)
  • Psoríase
  • Medicações, como os diuréticos

Veja Também: 10 alimentos que fazem bem para pele

Sintomas da Pele Ressecada

Apesar da pele ressecada ser causadas por problemas desde ligados à saúde até por hábitos do dia a dia, ela pode apresentar os seguintes sintomas:

  • Coceira
  • Descascamento e rachaduras na pele, que podem ser leves, moderadas ou severas
  • A pele parece endurecida, especialmente depois do banho ou de nadar
  • Linhas finas ou “trincas”
  • Vermelhidão
  • Rachaduras profundas que podem sangrar

Veja Também: Rotina diária de cuidados com a pele do rosto

Como tratar a pele ressecada

Como tratar a pele ressecada
Felizmente, na maioria das vezes, a pele ressecada pode ser tratada com cremes hidratantes que contenham ácido láctico e/ou ureia, e em casos mais sérios, como, por exemplo, dermatite, psoríase, entre outros, o dermatologista pode indicar cremes especiais e, às vezes, formulas de manipulação.

Veja Também: Manchas na pele: Causas e tratamentos

Como prevenir a pele ressecada

Na maioria dos casos, dá para prevenir o problema, evitando sabonetes secos, que irritam a pele, e usando bons hidratantes, que devem ser escolhidos de acordo com cada tipo de pele, região a ser aplicada e estilo de vida. Uma dica é optar, sempre, por cremes com ureia.

Veja Também: Saiba como hidratar o corpo

A hora de procurar um dermatologista

A hora de procurar um dermatologista para cuidar da pele ressecada
Embora, na maioria das vezes, a pele ressecada possa ser resolvida com cuidados caseiros para a pele, com uma hidratação diária, evitando determinados produtos e hábitos, nem sempre esses cuidados bastam, no caso da secura na pele ser muito severa ou crônica, nada disso resolver, por exemplo, se a pele seca estiver acompanhada de vermelhidão, ou se a secura e a coceira estiverem interferindo na qualidade do sono, ou se estiver até causando feridas, infecções ou cicatrizes de tanto “cutucar” a pele, então, é a hora de procurar a ajuda de um profissional, sendo necessário a avaliação de um dermatologista para identificar a presença de outros problemas e poder, só então, tratá-los, ou indicar produtos para diminuir o desconforto da pele ressecada, de acordo com cada caso.

Add Comment