A ciência comprova: é melhor estar solteira e feliz do que mal acompanhada

Se você sempre ouviu conselhos de amigos que diziam que era melhor estar solteira e feliz do que acompanhada e infeliz, saiba que agora a ciência também está pronta para te dar o mesmo conselho.

Um estudo publicado pelo Journal of Family Psychology comprovou o que nossa avó já dizia: “antes só do que mal acompanhada”.

Você quer ter uma vida longa? Quer se sentir bem fisicamente? Quer ter sua mente tranquila e saudável?

Saiba que estar em um relacionamento prazeroso e saudável onde o amor e a felicidade transbordam é uma ótima forma de alcançar esses objetivos.

Apostar em um relacionamento abusivo ou hostil pode ter o efeito contrário e acabar com a sua saúde.

A ciência comprova: é melhor estar solteira e feliz do que mal acompanhada

O estudo, conduzido na Universidade de Buffalo, Nova York, descobriu que um relacionamento infeliz pode ter um efeito negativo profundo sobre a sua saúde, ou seja, é muito melhor estar solteira e feliz do que estar com alguém que destrói sua vida aos poucos.

Veja Também: 7 lições que um relacionamento ruim pode te ensinar

E mais: 5 sinais que mostram que você está sendo explorada em seu relacionamento

Como foi feito o estudo?

Ao analisar como a qualidade de um relacionamento, especialmente durante a transição da adolescência para a vida adulta, pode afetar a saúde, os pesquisadores observaram que cerca de 1/3 dos jovens sofreram mudanças grandes em seus relacionamentos ao longo de 2 anos.

Na pesquisa, foram levados em conta fatores como satisfação, apoio, bondade, afeto, compromisso, críticas e hostilidade dos parceiros.

Ashley Barr, professora assistente do departamento de sociologia da Universidade, disse que a pesquisa evidenciou que quanto mais tempo as pessoas passavam em relacionamentos de boa qualidade – ou quanto mais rápido saíam de parcerias ruins – melhor para a saúde.

“Benefícios para a saúde começam a acumular-se rapidamente em relações de alta qualidade e em contextos de apoio. Por outro lado, vemos efeitos prejudiciais provocados por relações de baixa qualidade, principalmente aquelas que duram muito tempo “, disse Barr.

Hoje em dia, as pessoas esperam mais tempo para se casar do que as gerações anteriores. Até encontrarem a “pessoa ideal”, passam por diversas experiências amorosas, mas Barr garante que é melhor estar solteira e feliz do que acompanhada e infeliz.

Dra. Martjie van Zyl, psicóloga clínica particular de Joanesburgo, já havia conduzido um estudo e os resultados observados foram os mesmos que a pesquisa de Barr apresenta.

“Estudos mostram que estar em um relacionamento ou casamento infeliz pode causar doses enormes de estresse, o que, por sua vez, afeta negativamente a saúde física. Um estudo em particular descobriu que as pessoas infelizes com seus parceiros correm mais risco de sofrer de depressão, pressão alta e até doenças cardíacas”, aformou van Zyl.

Veja Também: 5 sinais indicativos de que você está desperdiçando seu tempo com ele

Quanto mais tempo passamos em um relacionamento que não nos faz bem, mais a nossa saúde é afetada negativamente.

É como seguir comendo apenas quantidades enormes de gordura e deixar de lado os alimentos saudáveis. O corpo sofrerá e a mente também.

Relacionamentos infelizes sugam lentamente toda a sua energia e felicidade e jogam você em um maremoto de estresse.

Não é fácil tomar a decisão de ficar sozinho, mas a saúde agradece – e muito – quando nos desvencilhamos de um relacionamento ruim.

Ninguém morre por estar solteiro e um dos maiores erros que as pessoas cometem é atrelar-se a relacionamentos de má qualidade só para dizerem que estão com alguém.

Agora não é mais sua avó ou seus amigos que estão dizendo. É a ciência. É melhor estar solteira e feliz do que mal acompanhada. Não há mais desculpas para sofrer em um relacionamento péssimo. Liberte-se!

Veja Também: Solteira sim…e daí!?

Add Comment