Câncer de Mama, fique atenta!

Saiba mais sobre a doença, seu diagnóstico, sintomas e tratamento nesta matéria composta pela jornalista Karina Silva do Grupo Sare.

O câncer de mama  é considerado uma das principais causas de morte entre as mulheres brasileiras. A doença é uma das mais temidas entre as mulheres, principalmente pelos aspectos psicológicos que o câncer de mama exerce sobre o sexo feminino, em especial quando se trata da sexualidade e da imagem que as mulheres projetam de si mesmas.

Veja Também: Quais são os alimentos que ajudam a prevenir o câncer?

As mamas estão fortemente relacionadas  a auto-estima das mulheres. A perda do órgão pode representar inicialmente para algumas mulheres a perda da possibilidade de desempenhar seu papel de mãe – por não poder amamentar –  a perda da feminilidade e da sexualidade.

Veja Também: Síndrome de Ovário Policístico atinge 10% das mulheres

câncer de mama


O surgimento e a detecção da doença se mostram relativamente raros antes dos 35 anos, após essa idade a possibilidade da incidência cresce em ritmo acelerado e progressivo. Por isto é mais que aconselhável que as mulheres se orientem a respeito da doença, pois o câncer de mama é sim uma doença grave e de alto risco, mas pode ser curada se seu diagnóstico for detectado precocemente.

Veja Também:  A verdade que ninguém nunca contou a você sobre HPV

O que é o câncer de mama ?

É uma doença  caracterizada como um tumor maligno que se manifesta na mama, devido a alterações genéticas em determinadas células presentes na mama que passam a se proliferar de forma descontrolada.

aprenda identificar o câncer de mama

Veja Também:  Vulvite e Vulvovaginite: veja como acontecem e como se prevenir

O câncer de mama acomete em especial o sexo feminino, a probabilidade dele se desenvolver nas mulheres é maior do que nos homens. Estima-se que,  a cada grupo de 100 mulheres que desenvolvam o câncer, um homem terá a doença, ou seja, a proporção aproximada é de 1:100.

Veja Também: Saiba como prevenir e tratar a Infecção Urinária

De acordo com estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é uma das doenças que mais atinge as mulheres em âmbito mundial, sendo aproximadamente 1,38 milhões de novos casos de diagnósticos e cerca de 458 mil mortes pela doença anualmente.

Veja Também: Infecções vaginais – Infográfico

o câncer de mama é uma das doenças que mais matam

Como reconhecer ou diagnosticar?

A mamografia  (raios-x das mamas) é o único exame eficaz no diagnóstico precoce do câncer de mama, devido a sua capacidade de evidenciar lesões ainda na fase inicial (quase imperceptíveis, com formas milimétricas). O exame da mamografia é considerado como um redutor da mortalidade por câncer de mama.

Veja Também: Endometriose: Saiba reconhecer e tratar

saiba como é o diagnóstico do câncer de mama

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), estudos demonstram que o uso da mamografia pode chegar a reduzir aproximadamente cerca de 30% da mortalidade em mulheres que estejam na faixa etária acima dos 50 anos.

Veja Também: Menopausa: veja como atravessar essa fase de forma tranquila

O auto-exame não substitui o exame da mamografia em hipótese alguma. A importância do auto-exame está associada ao fato das mulheres conhecerem suas mamas e seu próprio corpo, ao tocá-lo. A detecção precoce do câncer de mama em sua fase inicial e a diminuição da taxa de mortalidade, apenas é possível através da mamografia.

Veja Também: Como engravidar depois dos 35 anos com saúde

É possível ainda detectar o tumor via exame clínico, que por sua vez, apenas pode ser realizado por um médico ou enfermeiro (a) devidamente treinados e cientes das recomendações técnicas do Consenso para o Controle do Câncer de Mama.

Veja Também: 6 Técnicas para você combater a ansiedade

Quais são os sintomas?

O tumor das mamas  ainda não pode ser prevenido, contudo pode ser diagnosticado precocemente. Para tanto é fundamental estar alerta para alguns sintomas que podem  se mostrar característicos da presença da doença, tais como: surgimento de um nódulo – caroço – duro na mama (perceptível via apalpamento ou auto-exame das mamas); secreções dos mamilos; machas avermelhadas ou alterações (inchaço, temperatura elevada e assimetria) na pele da mama; secreções – líquidos – do bico da mama (esse líquido pode conter sangue o um tom aproximado do amarelo).

Veja Também: Cameron Diaz lança livro com dicas de saúde e boa forma

descubra quais são os sintomas do câncer de mama

A dor na região das mamas não significa necessariamente um sintoma da doença. Acredita-se que, a  dor mamária é característica do sexo feminino, portanto ela raramente estará relacionada ao câncer de mama. Sua associação está relacionada a  alterações hormonais ou emocionais.

Veja Também: Os benefícios das frutas para a saúde

Na fase inicial da doença, ela não apresenta sintomas aparentes, por isto é importante redobrar a atenção caso seja verificado alguma alteração nas mamas. O recomendável nesses casos é a ida a um médico ou mastologista.

Veja Também: Não fique sem Gengibre

Tratamento para o Câncer de Mama

Os procedimentos para o tratamento irão variar de acordo com o tipo e o estágio do câncer de mama. Dentre os mais indicados após diagnosticada a doença estão: quimioterapia (medicamentos que combatem as células malignas); hormonoterapia (fármacos que agem no bloqueio da atividade dos hormônios femininos);  radioterapia (radiação) e cirurgia, que pode compreender  também a remoção do tumor ou a mastectomia (remoção completa da mama).

Veja Também: Sede em excesso pode ser um mal sinal

É possível ainda que o tratamento alie também a combinação de dois ou mais recursos terapêuticos.

Fique atenta aos sintomas, informa-se e faça sempre que possível acompanhamentos médicos para verificar o estado atual de sua saúde. Cuide-se!

One Response

  1. Mariah maio 27, 2014

Add Comment