As 10 piores coisas que podem acontecer se você não tiver vitamina D suficiente

Você já leu ou ouviu falar a respeito da importância de se aproveitar as manhãs de sol para tomar a sua “dose diária” de vitamina D?

A vitamina D é imprescindível para a manutenção da nossa saúde, sendo sintetizada em abundância por algo que vemos (quase) todos os dias quando saímos de casa: o sol.

Além do astro-rei, muitos alimentos como laticínios, salmão, ostras, ovos cozidos, fígado de galinha e sardinhas oferecem ao organismo doses generosas da vitamina D, cuja principal função é possibilitar a absorção de cálcio, reduzindo os riscos de doenças ósseas e cardíacas.

Mas não é só isso.

O sol da manhã é uma fonte natural de vitamina D

A vitamina D pode proteger você de inúmeras doenças e distúrbios e, por isso, é essencial que ela esteja sempre presente na sua vida.

Mesmo assim, nunca se viu tantas pessoas com carência de vitamina D.

Somente nos Estados Unidos, 42% da população sofre essa deficiência, segundo alerta recente publicado pela revista científica Nutrition Research.

Os dados são preocupantes.

Isso porque as consequências da ausência de vitamina D no organismo são grandes e podem acarretar diversos problemas à saúde humana.

Muitos tratamentos de doenças, inclusive, têm inserido cápsulas de vitamina D como parte complementar da medicação, algo que poderia ser facilmente evitado, caso as pessoas entendessem a verdadeira importância desta vitamina para a manutenção da vida.

É importante destacar, ainda, que um dos principais fatores que vem ocasionando a deficiência de vitamina D nas pessoas, além da alimentação inadequada, é o uso ininterrupto de protetor solar na pele.

A resposta dada por especialistas é que a vitamina D só é absorvida quando entra em contato direto com a pele, o que não ocorre com o uso do protetor solar.

A saída para o problema, para que você consiga a absorção diária de vitamina D e, ainda assim, se mantenha protegida contra os raios UV e UVA, é tomar sol sem protetor, diariamente, somente por um período de 15 minutos, antes das 10h ou após as 17h.

Para saber mais sobre o assunto, entenda a seguir quais as 10 piores coisas que podem acontecer com a sua saúde se você não adquirir vitamina D suficiente todos os dias.

Veja Também: 7 sintomas aparentemente inocentes que podem indicar um grave problema de saúde

E mais: 20 sinais de que você pode ter algum tipo de câncer crescendo em seu corpo

1 – Esquizofrenia

A deficiência de vitamina D pode causar esquizofrenia

Pesquisas realizadas na Austrália indicaram que pessoas com déficit de vitamina D desde o nascimento têm duas vezes mais chances de desenvolver esquizofrenia na idade adulta às que possuem índices normais da vitamina.

Veja Também: 7 remédios que têm efeitos colaterais assustadores

2 – Depressão

O déficit de vitamina D pode causar depressão

Estudo publicado pelo British Journal of Psychiatry, que analisou os níveis de vitamina D em 31 mil participantes, constatou que pessoas com déficit deste nutriente são mais propensas a desenvolver depressão.

Isso porque as áreas do cérebro ligadas ao humor, segundo os cientistas, possuem receptores de vitamina tipo D e necessitam dela para funcionar sem alterações.

Veja Também: 7 alimentos que ajudam a sair da depressão mais rápido

3 – Doenças cardíacas

Deficiência de vitamina D pode causar doenças cardíacas

Pesquisas americanas afirmam que a ausência de vitamina D no organismo pode dobrar as chances de se desenvolver doenças cardiovasculares, deixando o coração, constantemente, em risco.

Isso porque a vitamina tipo D melhora a imunidade do corpo e o controle de inflamações, sendo essencial para reduzir as chances dessas doenças aparecerem.

Veja Também: 8 Sinais de infarto em mulheres

4 – Menos chances contra o câncer

A deficiência de vitamina D deixa a pessoa com menos chance de combater o câncer

O Journal of Clinical Endocrinology & Metabolism realizou inúmeras pesquisas que constataram que pacientes em tratamento de câncer com níveis normais de vitamina D tem maiores chances de responderem bem ao tratamento e se curarem da doença do que os que possuem níveis baixos da vitamina.

Segundo os pesquisadores, a chance de sobrevivência aumenta 4% a cada 10 pontos a mais no nível de vitamina tipo D.

Veja Também: 7 hábitos comuns que aumentam suas chances de ter câncer

5 – Osteoporose

A deficiência de vitamina D pode causar Osteoporose

Uma das principais funções da vitamina D é possibilitar a absorção de cálcio, essencial para o fortalecimento e manutenção dos ossos.

Quando há deficiência de vitamina D, a absorção de cálcio é comprometida, o que aumenta os riscos do adulto desenvolver osteoporose.

Outras doenças ósseas como o raquitismo e a osteomalácia estão relacionadas à deficiência de vitamina D.

Veja Também: Omeprazol em excesso pode destruir a sua saúde: vejas os riscos

6 – Aumento do risco de câncer de próstata

A deficiência de vitamina D aumenta o risco de câncer de próstata

Cientistas ainda tentam descobrir a ligação entre a carência de vitamina D com casos de câncer de próstata.

Entretanto, segundo estudo divulgado pela Clinical Cancer Reserch, homens com níveis baixos de vitamina D têm até 5 vezes mais possibilidade de desenvolver o tipo mais agressivo do câncer.

Veja Também: 4 doenças que você acreditava que apenas as mulheres poderiam ter, mas que homens também desenvolvem

7 – Alzheimer

Déficit de vitamina D pode causar Alzheimer

Uma das doenças mais agressivas da velhice, o Alzheimer, também está relacionado à carência de vitamina D no organismo.

É o que afirma um estudo americano recente.

Segundo a pesquisa, idosos com níveis abaixo do normal de vitamina D dobraram as chances do desenvolvimento da doença.

O que preocupa os pesquisadores, no caso, é que, nesta fase da vida, a pele começa a ter mais dificuldades de sintetizar vitamina D através do contato com o sol, o que aumenta a importância da suplementação e da alimentação rica neste nutriente.

Veja Também: Previna o Alzheimer e a Perda de Memória com um Ingrediente Natural

8 – Autismo

O déficit de vitamina D pode causar autismo

Um estudo desenvolvido na Suécia descobriu que a deficiência de vitamina D em gestantes pode afetar diretamente o bebê, sendo esta uma das causas do desenvolvimento do autismo em crianças.

Veja Também: Checklist pré-gravidez: 8 coisas que você precisa fazer antes de engravidar

9 – Esclerose múltipla

A deficiência de vitamina D pode causar Esclerose múltipla

Doenças neuromusculares, como é o caso da esclerose múltipla e também do Parkinson, estão diretamente ligadas à deficiência de vitamina D.

Isso porque, segundo estudos, pacientes diagnosticados com as doenças, que tinham níveis normais do nutriente, tiveram seu cérebro muito menos afetado em relação àqueles que tinham níveis abaixo do recomendado.

Veja Também: 8 coisas simples que aparecem no seu corpo e podem ser sinais de doenças graves

10 – Asma

Deficiência de vitamina D pode causar asma

Estudos descobriram que a deficiência de vitamina D no organismo de gestantes pode provocar o desenvolvimento de asma no bebê ainda no ventre.

Isso porque a vitamina D está ligada ao desenvolvimento do sistema imunológico e do pulmão, que ocorre durante a gestação.

Curta: Nossa Página no Facebook

Siga: Nosso Perfil no Google+

Adicionar comentário